Ibrahim Ferrer é velado em Havana

O veterano músico de bolero cubano Ibrahim Ferrer, estrela do Buena Vista Social Club morto sábado em Havana aos 78 anos, será enterrado hoje no cemitério Cólon, da capital.O corpo do artista começou a ser velado ontem na casa funerária de Calzada y K, onde amigos, músicos e admiradores se aproximaram para dar o último adeus, enquanto o enterro foi marcado para a tarde de hoje, à espera da chegada da Argentina de um dos filhos do cantor.Ferrer faleceu no sábado às 17h25 no Centro de Estudos Médicos Cirúrgicos (Cimeq) de Havana devido a uma doença gastrointestinal.Recém-chegado na quarta-feira de uma turnê européia que incluiu Holanda, Espanha, Suíça, Áustria e Grã-Bretanha, o cantor foi uma figura indiscutível da música caribenha junto a Compay Segundo (Francisco Repilado), morto em 2003.Nascido em 20 de fevereiro de 1927 em Santiago de Cuba, berço de trovadores e cantores assim como da maioria dos gêneros musicais do país como o "son" e o "danzón" (dois típicos e tradicionais ritmos cubanos), Ferrer conheceu a consagração artística já veterano quando nos anos 90 se converteu na voz do Buena Vista Social Club.Com sua tradicional boina na cabeça e uma vitalidade contagiosa, Ferrer se converteu no símbolo distintivo com Compay Segundo e Omara Portuondo do Projeto do Buena Vista que reuniu veteranas glórias da música cubana graças ao impulso do guitarrista norte-americano Ry Cooder.O cantor acabara de apresentar na Espanha uma série de shows prévios ao que seria seu novo álbum Mi Sueño: A Bolero Songbook, no qual havia conseguido modelar clássicos como Perfidia, Quiéreme Mucho, Perfume de Gardenias e Mil congojas, entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.