Ian Astbury deixa a nova formação do The Doors

O vocalista britânico Ian Astbury deixou a nova formação da banda The Doors, integrada por dois de seus membros originais, e vai recriar o seu próprio grupo, o Cult, disse ele na quinta-feira, 15. Astbury preencheu de forma convincente o espaço do falecido Jim Morrison, cantando nos últimos quatro anos com a banda Riders on the Storm, ao lado do tecladista Ray Manzarek e do guitarrista Robby Krieger, integrantes originais do The Doors. A nova banda originalmente se chamava Doors of the 21st Century, mas teve de ser rebatizada devido à vitória do ex-baterista do The Doors, John Densmore, em um processo judicial no qual acusava os ex-colegas de estarem banalizando o nome da banda clássica dos anos 1960 como parte do circuito do saudosismo musical. "Decidi seguir adiante e me concentrar na minha própria música e legado", disse Astbury, de 44 anos, em nota. "Gostei imensamente de me apresentar e dividir o palco com Ray Manzarek e Robby Krieger. Aprendi muito com ambos, e certamente ampliou minhas habilidades como artista. Foi uma decisão difícil, mas eu estaria prendendo-os e a mim também se não saísse nesta hora." Astbury voltou a se ligar ao guitarrista do Cult, Billy Duffy, para relançar a banda de hard rock que ficou famosa por sucessos do final dos anos 1980, como She Sells Sanctuary, Fire Woman e Spiritwalker.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.