Ian Anderson lança novo disco e aponta fim do Jethro Tull

Líder do conjunto, atuante desde os anos 1960, está lançando seu sétimo álbum solo

EFE

16 de abril de 2014 | 10h57

O cantor, compositor e flautista Ian Anderson sinalizou o final da banda Jethro Tull, durante a divulgação do seu segundo disco solo Homo Erraticus. Em entrevista à revista americana Billboard, o músico escocês disse que prefere seguir na carreira solo nos seus anos "crepusculares".

Anderson, que é o autor de praticamente todas as canções do grupo desde 1968, afirmou que boa parte da sua produção remonta aos anos 1970 e 1980, sobretudo tendo em vista a escassez de lançamentos inéditos da banda nos últimos anos.

"Aqueles podem ter sido os últimos álbuns com o nome 'Jethro Tull'", disse Anderson. "Não há nada acontecendo em relação ao grupo."

No total, 28 pessoas já fizeram parte do conjunto - que mantém Ian Anderson e Martin Barre (guitarrista) como membros mais antigos. Desde o lançamento de Walk Into the Light, em 1983, Anderson produziu sete trabalhos solo.

Tudo o que sabemos sobre:
Ian AndersonJethro Tull

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.