Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

'Hoje em dia não tem mais forró em festa junina, só sertanejo. Virou uma monocultura', diz Falamansa

Banda também falou sobre o preconceito em relação ao forró e o povo nordestino

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2017 | 17h58

O Falamansa participou ao vivo do Estadão + Música na tarde desta quarta-feira, 21. A banda, que lançou recentemente o disco Lá da Alma, falou sobre a ausência do forró nas festas juninas pelo Brasil. O ritmo, tão tradicional nesta época do ano, perdeu espaço para a música sertaneja. "Hoje em dia não tem mais forró em festa junina, só sertanejo. Virou uma monocultura. Isso é errado. As raízes dessas festas pertencem ao forró. Estamos tirando o que é da cultura para colocar o que vende. Isso não é arte, não é cultura", desabafou Tato, vocalista do Falamansa.

A banda também falou sobre o preconceito em relação ao forró e aos nordestinos. "O nordeste é um lugar abençoado. Algumas pessoas ainda olham de forma torta para esse povo tão aguerrido. Foram eles que construíram as grandes metrópoles e comandam as maiores cozinhas gastronômicas do País", afirmou Alemão.

O Estadão + Música vai ao ar todas as quartas-feiras, às 15h, e sempre recebe um artista ao vivo para tocar e conversar sobre música. O programa é transmitido pela página oficial do Cultura Estadão no Facebook. Assista, abaixo, ao programa completo.

 

Tudo o que sabemos sobre:
FalamansaforróMúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.