Hermeto lança seu "Calendário do Som"

Durante um ano, entre os dias 23 de junho de 1996 e 22 de junho de 1997, Hermeto Pascoal compôs uma música por dia. Ou melhor, escreveu, no papel, uma música por dia. Compor uma canção nova diariamente é coisa que sempre fez. Escrevê-la foi uma missão - diz ele - recebida de certa "força intuitiva" que não sabe exatamente o que seja. Pode ser Deus. Não importa. Foi uma voz que falou com ele, diretamente com ele, Hermeto, de cérebro para cérebro.As 366 partituras foram reunidas no livro Calendário do Som, editado em parceria pelo Itaú Cultural e pelo Senac. O livro será lançado amanhã, durante show do autor. É um evento da Semana da Música Instrumental, do Itaú Cultural, que teve início no dia 29 e vai até o dia 3, reunindo músicos novos, como o violonista gaúcho Dyamuandu Costa e o pianista André Marques, e consagrados, como o pianista e arranjador Cristóvão Bastos e o próprio Hermeto. De quem não se pode dizer que seja simplesmente pianista, arranjador, compositor, saxofonista, flautista, percussionista - ele é tudo isso e muito mais. Se algum músico brasileiro personifica a música, é Hermeto. Que, aliás, ainda é desenhista e pintor. São dele as belas ilustrações do Calendário do Som.São 366 músicas porque, afinal, há os nascidos em 29 de fevereiro - a idéia de Hermeto, às vésperas de seu aniversário, era compor uma espécie de parabéns pra você para todo mundo - "indistintamente", como conta. Em cada partitura ele escreveu comentários. Em todas elas, repetiu uma frase: "Tudo de bom, sempre." Diz que esse é o seu autógrafo.E sobre o que comentou? Melhor repetir o que Hermeto escreveu no prefácio do Calendário do Som: "Em cada página tem um comentário e frases, sempre lembrando de pessoas amigas, compositores, parentes, cantores, músicos, cores, objetos, água, vento, fumaças, ferro, fogo, céu, sol, lua, barco, navio, estrelas, avião, motores em geral, jangada, terra, pedras, chuva campo, mato, flores, frutas, frutos do mar, estalactites, cavernas, cavalos, jumentos, veados, bodes, carneiros, burros, cachorros, macacos, bois, vacas, leões, onças, gatos, cobras, papagaio, pássaros em geral, etc."As composições não têm títulos. São numeradas e no cabeçalho lê-se a data em que foi escrita e em que local. Às vezes, a hora de início e término do trabalho. A maior parte nasceu na casa do músico, no Bairro Jabour, subúrbio carioca onde mora, literalmente cercado por seus músicos - para ser instrumentista do grupo de Hermeto Pascoal é preciso morar perto dele. Há rotina rígida a ser cumprida. À noite, Hermeto compõe. De manhã, os instrumentistas tomam conhecimento da música e ensaiam. À tarde, ensaiam mais ainda. À noite, Hermeto compõe, para a consecução do ciclo.Hermeto fez notação somente das linhas melódicas - o que corresponde à mão direita do piano. Deixou para a mão esquerda, que tece a harmonia, as cifras - código que indica para o executante que acordes deve ele tocar e que serve tanto para o piano quanto para o violão ou outro instrumento harmônico. É porque ele mesmo jamais harmoniza uma música (seja sua ou não) da mesma maneira duas vezes. O acorde cifrado indica o caminho. Cabe ao executante segui-lo fielmente ou criar sobre o que vai indicado.Naturalmente, Calendário do Som não é um livro para leigos. É, no entanto, uma iniciativa formidável: não consta que algo no feitio tenha sido publicado em parte alguma do mundo. Sendo Hermeto Pascoal (que tem, em alguns documentos, o nome grafado com "h", Paschoal) um dos maiores músicos do mundo, ganham músicos e estudantes a oportunidade de conhecer seu processo criativo, seu ritmo de invenção. Não é pouco para a obra de quem já foi chamado de Beethoven do século 20.Hermeto Pascoal - Com a participação da Orquestra Popular de Câmara. Amanhã (01), às 19 horas. Após o show, lançamento do livro Calendário do Som, da Editora Senac e Itaú Cultural. R$ 35,00. 416 páginas. Entrada franca. Itaú Cultural. Avenida Paulista, 149, tel. 238-1700.

Agencia Estado,

31 de agosto de 2000 | 16h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.