Herbert Vianna tentou reduzir miopia para pilotar

O cantor, compositor e piloto amador HerbertVianna quis ser piloto militar como seu pai e, na tentativa de adequar-se fisicamente aos rigorosos pré-requisitos da Força Aérea Brasileira (FAB), submeteu-se a uma cirurgia para redução de miopia ainda na década de 80, quando a operação era feita com micro bisturis oftálmicos. A manobra não foi bem sucedida.Os padrões médicos da FAB determinam que os candidatos a aviadores devem ser naturalmente aptos e Herbert acabou excluído ainda na fase de preliminar dos exames de admissão à Academia da Força Aérea de Pirassununga, interior de São Paulo.Mais tarde a miopia voltaria obrigando-o ao uso de lentes de contato e óculos até que, mais recentemente, ele passou por outro procedimento cirúrgico com o emprego de lasers, e livrou-se definitivamente da deficiência visual.Ainda assim, nesse intervalo Viana obteve a licença de piloto de helicópteros, aviões de pequeno porte, e por conseqüência de ultraleves, sempre classificado entre os primeiros da turma.Para 2001 sua agenda prevê um intervalo de 45 dias de junho a julho para um curso de pilotagem de planadores. E em março ele deve voar a bordo de uma versão de dois lugares do caça bombardeiro A-1 AMX, da Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro.O avião, um jato de ataque de precisão capaz de voar a quase mil quilômetros por hora e a pouco mais de 50 metros de altitude, é o mais moderno da aviação militar brasileira. Desenvolvido conjuntamente com a Itália, teve seu batismo de fogo em 1999 na guerra do Kosovo. Para documentar essa experiência, Herbert Vianna está comprando uma micro-camêra de vídeo que seriainstalada a bordo da cabine do AMX.

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2001 | 21h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.