Herbert Vianna apresenta melhoras

Cinco meses após ter sofrido um acidente de ultra-leve, o cantor e compositor Herbert Vianna, de 40 anos, já consegue tocar e rascunhar no papel algumas canções. Com paralisia da cintura para baixo, ele tem apresentado resposta nos músculos da coxa. Em nota divulgada nesta tarde, a família do cantor e médicos do Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília, fazem um relatório sobre o estado de saúde do artista e acenam com perpectivas otimistas.?As avaliações realizadas mostram que no futuro Herbert Vianna terá condições de retomar suas atividades profissionais?, afirmam os médicos da equipe do hospital. Vianna passou por uma minuciosa avaliação no hospital de Brasíliaentre os dias 16 e 21 de julho. Os exames demonstraram que com relação à lesão que sofreu na medula está sendo verificada uma resposta dosmúsculas da coxa. Por conta disso, o cantor, que vem fazendo tratamento de fisioterapia em casa com supervisão de um fisiatra, iniciou treinamento de movimentação na piscina.Vianna também foi submetido a diversas avaliações de neuropsicologia e imagem, que constataram que as funções de linguagem, escrita, inteligência, atenção, criatividade, planejamento, cálculo, motivação e iniciativa encontram-se preservadas.O relatório médico, assinado pela neuropsicóloga Lúcia Willadino Braga e pelo médico Aloysio Campos da Paz Júnior, ressalta que embora haja uma instabilidade no funcionamento da memória recente, a tendência é uma evolução do quadro. ?A ressonância magnética funcional e asavaliações neuropsicológicas mostram que ele já começou a estabelecer estratégias clínicas e em termos de redes neuronais para compensaçãodeste problema?, diz o texto divulgado ontem.Médico de Vianna no Rio, o neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho afirma que ficou muito satisfeito com o resultado da avaliação realizada nocentro de reabilitação de Brasília. O neurocirurgião disse que desde o início defendeu a ida de Herbert para o hospital de Brasília. ?Tudoindica que Herbert poderá voltar à vida profissional e que cada vez mais ele poderá ficar independente. É necessário ter paciência porquesão recuperações lentas?, ressalta.Niemeyer lembra que o cantor só vem mostrando melhoras crescentes, inclusive na parte relativa à memória recente do compositor, que está dando sinais claros de recuperação. ?Há dois meses o Herbert não conseguia registrar o fato de que tinha sofrido um acidente grave e de que sua mulher havia morrido. Agora ele já tem isso fixado na memória?, observou. ?Este é um processo de treinamento para que as áreas cerebrais possam reassumir funções?, explica.A família de Herbert Vianna afirma no texto divulgado que não se arrepende da opção de manter o cantor em tratamento no Brasil. ?Ficamos orgulhosos em descobrir que há um hospital públicocomo o Sarah Kubtschek no Brasil?, diz a nota. ?Herbert ficou tão contente que queria tocar e cantar o tempo todo para retribuir o bomtratamento?, acrescentou a nota. Familiares acreditam que o cantor voltará a ter ?uma vida independente e produtiva apesar de tudo o que sofreu e das sérias dificuldades que ainda apresenta?. Para a família Vianna, ?tudo indica que a melhora do cantor é uma questão de tempo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.