Hendrix estimulava gravações piratas

Morning Simphony Ideas é um achado. Gravações de estúdio que Jimi fez que nunca foram lançadas oficialmente. O disco é conhecido apenas pelos colecionadores de piratas, e um deles, conhecido apenas como Carcará, morador de Botafogo, zona sul do Rio, rasga elogios. "Comprei o meu em vinil, de um carregamento que chegou na porta de uma loja de importados nos anos 70. Paguei o equivalente a 70 dólares e não me arrependo, apesar do som do disco ser caótico pois foi mal prensado. Mas Jimi está demais nesse disco e acho que sabia que dali ia sair alguns milhões de cópias clandestinas. Você está me falando da remixagem e da remasterização e isso já basta para eu acessar o site e comprar o CD. Keep on Grooving são 28 minutos de varada, com Buddy Miles na bateria." De fato, alguns biógrafos de Jimi Hendrix afirmam que ele gostava de ver suas gravações se transformarem em discos piratas. Para Carcará "foi a maneira que ele encontrou para se vingar daqueles canalhas que estavam de posse de seus direitos autorais. "Jimi incentivava a proliferação de seus discos em versões piratas. Vou mais longe: acredito que ele, Jimi, tenha feito gravações piratas e faturado algum porque sempre viveu duro e tinha que tocar como um animal para se manter vivo já que de copyright não vinha nada." Live at Clark University e Live at Oakland Coliseum são registros de dilacerantes concertos de Hendrix, com a Jimi Hendrix Experience, sua banda. Uma banda que participou dos momentos mais intensos e tensos da vida de Hendrix.O trio, que contava com dois ingleses brancos no baixo (Noel Redding) e bateria (Mitch Mitchell), é responsável por 90% da discografia do músico. Em 1969, 15 dias antes de começar o festival de Woodstock, Hendrix desfez o Experience e montou a Band of Gypsies, com Billy Cox no baixo e Buddy Miles na bateria. Mudou radicalmente o eixo do seu som, que começou a roçar no alambrado do jazz e da chamada música fusion. O sonho de Jimi era gravar com Miles Davis, mas não teve tempo. Morreu antes. Há quem diga que se estivesse vivo, teria se transformado num músico de fusion.

Agencia Estado,

08 de agosto de 2001 | 13h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.