Heineken Thisrt leva techno ao sambódromo

Chega ao Sambódromo, amanhã, a turnê mundial Heineken Thirst, que caça novos talentos da música eletrônica. O projeto é de grande porte e já passou, com 20 toneladas de equipamento, por Xangai, Taiwan, Hong Kong e Irlanda. Hoje à noite os cariocas vão poder curtir o som techno, no centro de convenções Rio Centro, em Jacarepaguá. Até o final, a idéia é passar por 30 países. O diferencial do projeto é quem ajuda a selecionar o DJ da cidade por onde passa: ninguém menos que o superstar DJ e produtor Paul Oakenfold (auxiliado por banca nacional especializada), que se apresenta no evento por duas horas sozinho, e mais duas com o DJ italiano Daniele Davoli. Aqui em São Paulo, o felizardo é o sorocabano Mora, que também se apresenta no Sambódromo. No Rio, onde acontece hoje a festa, o novato Cobra foi o selecionado. Oakenfold é um dos poucos nomes da música eletrônica que conseguiram cruzar a fronteira do underground (onde foi pioneiro do trance/progressive) e se tornar um nome de peso na indústria musical. Dono do selo Perfecto, ele deixou sua marca em trabalhos de bandas como U2, Simply Red, New Order e Massive Attack. Até mesmo Hollywood não escapou da sua influência - além de faixa para Blade, compôs, produziu e mixou toda a trilha sonora do filme Swordfish - A Senha, com John Travolta e Halle Barry. Mas sua presença no mundo pop ganhou destaque com o remix que fez para Madonna em What It Feels Like For a Girl, do álbum Music, e com seu trabalho mais recente, Bunkka, lançado este ano, no qual trabalhou em cima de vocais de Nelly Furtado e Tricky. "Sempre quebrei as barreiras na música. Bunkka é só mais um exemplo disso", diz Oakenfold, que também critica a mídia inglesa, que vem apontando o fim da era dos clubes noturnos. "Adoro meu país, mas as pessoas na Inglaterra são muito negativas. Basta olhar para o mundo para ver que essa cultura está crescendo dia a dia". Com relação ao premiado pela festa, o superstar propõe um desafio: "Se ele for bom o suficiente, vou tentar promovê-lo". Mas a noite não fica restrita somente ao set de Oakenfold, já que outro top se aliou ao projeto para se apresentar no Brasil: o também inglês Pete Tong, DJ apresentador (e dono da idéia) do programa de rádio Essential Mix, no ar nas noites de sexta pela BBC de Londres, onde é campeão de audiência. E nomes conhecidos da noite paulistana completam o line-up: Mau Mau, residente do Lov.e, e Vitor Lima, residente do Manga Rosa, que encerra o evento. Heineken Thirst - Sambódromo: Av. Olavo Fontoura, 1209, Anhembi. Tel.: 3845-4547. Ingressos: R$ 25 (antes); R$ 40 (na porta). Às 22h. No Rio - Hoje, a partir das 22h, no Rio Centro, Pavilhão 2: Av Salvador Allende, 6555, Jacarepaguá. Preços idênticos aos de SP. Tel.: (21) 2442-1300

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.