Gustavo Dudamel volta a São Paulo com Mahler e Villa-Lobos

Regente venezuelano e a Sinfônica Simón Bolívar se apresentam na cidade nos dias 6 e 7 de julho

O Estado de S. Paulo

10 de junho de 2014 | 11h55

O regente venezuelano Gustavo Dudamel se apresenta, com a Sinfônica Simón Bolívar, nos dias 6 e 7 de julho na Sala São Paulo. Considerado um dos mais carismáticos regentes da atualidade, Dudamel volta a São Paulo depois de apresentações marcantes em 2011, na ocasião com interpretações de Mahler e Ravel, e 2013, com a Sagração da Primavera de Stravinsky.

Nas apresentações de julho, dois programas: no dia 6, eles tocam a Sinfonia Fantástica, do compositor francês Hector Berlioz (1803-1869), além de Margariteña, do venezuelano Inocente Carreño, e as Bachianas Brasileiras nº2, de Heitor Villa-Lobos. No dia 7, toda a apresentação é dominada pela Sinfonia N. 9, de Mahler.

Célebre defensor da acesso à música, Gustavo Dudamel nasceu em 1981 e já estabeleceu uma carreira sólida no mundo da música internacional: diretor musical da Filarmônica de Los Angeles e da Sinfônica Simón Bolívar, também já esteve a frente das filarmônicas de Berlim, Gotemburgo (Suécia) e de Viena. 

Ainda em 2014, o regente faz sua primeira incursão no cinema: ele compôs e gravou com a Sinfônica Simón Bolívar a trilha de Libertador, filme do venezualno Alberto Arvelo, que conta a vida de Bolívar. O longa deve chegar às telas em setembro.

A Sinfônica Símon Bolívar é fruto de um sistema de educação musical que existe há quatro décadas na Venezuela, o Sistema Nacional de Orquestras e Coro Juvenis e Infantis da Venezuela. “El Sistema”, como é conhecido, se tornou paradigma e é exemplo em diversos outros países. Em 2015, o projeto completa quarenta anos.

Serviço

Extra Temporada Cultura Artística 2014 – Sinfônica Simón Bolívar

Datas: 6 e 7 de Julho, 21h

Local: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos. 1.469 lugares).

Ingressos: setor 5 R$50,00; setor 4 R$155,00; setor 3 R$255,00; setor 2 R$355,00; setor 1 R$455,00. (Estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam meia entrada; os ingressos remanescentes serão vendidos a R$20,00 meia hora antes do inicio do espetáculo – estudantes e pessoas com mais de 60 anos, portanto, pagam: R$10,00. ATENÇÃO: estes valores apenas são válidos meia hora antes do concerto caso ainda restem ingressos disponíveis.)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.