Hiroyuki Ito/The New York Times
Hiroyuki Ito/The New York Times

Gustavo Dudamel vai lançar disco em homenagem a John Williams, seu 'pai artístico'

‘Celebrating John Williams’, com a Filarmônica de Los Angeles, deve ser lançado em março em tributo ao criador de trilhas inesquecíveis, como a de 'Star Wars'

Redação, EFE

25 de fevereiro de 2019 | 03h00

A Filarmônica de Los Angeles, sob regência do maestro venezuelano Gustavo Dudamel, lançará um disco duplo em tributo ao compositor americano John Williams, o gênio das trilhas sonoras do cinema. 

Segundo apurou a agência de notícias EFE, o disco será editado em 15 de março pela etiqueta Deutsche Grammophon, embora a pré-venda estivesse marcada para começar na última sexta, dia 22. 

A homenagem discográfica a Williams (Nova York, 1932) reunirá o material apresentado em final de janeiro no emblemático Walt Disney Concert Hall de Los Angeles, quando a orquestra da cidade californiana dedicou quatro recitais completos ao criador de trilhas inesquecíveis como a de Star Wars

Com o título Celebrating John Williams, esses concertos exploraram a extensa e festejada carreira do ganhador de cinco Oscars (no total, ele foi indicado 51 vezes para o prêmio da Academia de Hollywood, ficando atrás apenas de Walt Disney, com 59 indicações).

Com execuções enriquecidas com cartazes destacando alguns filmes dos quais Williams fez a trilha sonora, os concertos que agora saem em disco incluíram trechos de trilhas muito conhecidas, como as das sagas Star Wars, Indiana Jones ou Harry Potter

E famosa e rica colaboração entre o cineasta Steven Spielberg e Williams foi refletida de maneira detalhada na interpretação de peças de filmes como Contatos Imediatos do Terceiro Grau (1977), E.T. – O Extraterrestre (1982), A Lista de Schindler (1993) ou Jurassic Park – O Parque dos Dinossauros (1993). 

Dudamel e a Filarmônica de Los Angeles contaram nesses recitais com a participação especial de solistas como a jovem violinista Simone Porter e o violoncelista Robert deMaine.

Williams, admirado por cinéfilos de todo o mundo, mantém uma excelente relação pessoal com Dudamel. O compositor foi, com a atriz Helen Hunt, um dos oradores que no dia 22 de janeiro deram as boas-vindas ao maestro na Calçada da Fama de Los Angeles, quando o maestro ganhou sua estrela. 

Na ocasião, Williams destacou a grande colaboração de Dudamel com a vida cultural da cidade californiana, cuja orquestra filarmônica dirige desde 2009. “Ele ama a todos e todos o amam”, disse Williams sobre Dudamel, a quem definiu como “força carismática que nos une a todos”.

Com o mesmo carinho, Dudamel enviou em 8 de janeiro mensagem pelo Twitter a Williams por ocasião de seu aniversário. “Durante toda minha vida amei sua música e sempre pensei nele como um ‘pai artístico’. Que a força esteja com você neste dia especial, John!”, ensejou, aludindo à famosa frase de Star Wars. / TRADUÇÃO DE ROBERTO MUNIZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.