Guitarrista do Detonautas é morto em tentativa de assalto

O guitarrista da banda de rock Detonautas, Rodrigo Silva Netto, o Nettinho, de 29 anos, morreu neste domingo atingido por um tiro durante uma tentativa de assalto no bairro do Rocha, zona norte do Rio. Nettinho dirigia o seu carro Astra quando outro automóvel do mesmo tipo emparelhou com o dele. Segundo informações do 3º Batalhão da Polícia Militar (Méier), o veículo dos assaltantes tinha quatro ocupantes. Assustado, Nettinho tentou fugir dos criminosos, que começaram a disparar.O guitarrista foi atingido com um tiro na região da axila esquerda, que atravessou o peito. Ele morreu na hora. Seu irmão Rafael, que viajava no banco do carona, foi baleado no ombro e levado para o Hospital Geral do Andaraí, mas não corre risco de morte. A avó dos dois, Maria da Silva Netto, de 87 anos, estava no banco de trás e nada sofreu. O pai de Nettinho, Gilberto Silva Netto, de 65 anos, esteve no local e contou que seu filho voltava da festa de uma tia avó em Madureira, zona norte do Rio. ?Ele era engenheiro. Trabalhou quase dois anos na Intelig. Um dia ele falou: vou correr atrás do meu sonho! Agora o sonho acabou?, disse o pai de Nettinho, que é taxista.Segundo Gilberto, os Detonautas se preparavam para tocar no Japão, onde já haviam feito uma turnê. No sábado, a banda tocou no Festival Porão do Rock, em Brasília, para 15 mil pessoas. Uma mulher identificada como Geralda Marli Vieira, de 55 anos, que estava em um ponto de ônibus próximo, também foi ferida na primeira abordagem ao carro de Nettinho, contaram testemunhas. Ela carregava no colo a neta de 3 anos, que nada sofreu. Os bandidos continuaram a perseguição e atiraram em Nettinho um pouco mais adiante. Um Astra preto que teria sido usado pelos criminosos foi encontrado na Avenida Radial Oeste, no sentido do bairro do Méier, zona norte do Rio, próximo ao acesso ao Morro da Mangueira. Testemunhas relatam que quatro homens armados de pistola abandonaram o veículo e roubaram um Audi A3 para fugir. A Polícia Militar não confirma a informação. Os DetonautasA banda carrega a marca da "geração computador". Formada por internautas, reúne integrantes de distintos Estados do País e começou despretensiosamente, numa sala de bate-papo, quando o vocalista Tico Santa Cruz perguntou a companheiros de navegação quem sabia tocar algum instrumento. E o nome do grupo é uma referência clara a essa origem; segundo seus integrantes, é uma mistura das palavras "detonadores" e "internautas".Além de Nettinho, a banda é formada por Tico Santa Cruz (vocal), Renato Rocha (guitarra), Tchello (baixo), Fábio Brasil (bateria) e o DJ Cleston (pickups e percussão). Sucesso entre o público jovem, o grupo tem três discos lançados comercialmente: Detonautas Roque Clube (2002), Roque Marciano (2004) e o recém-lançado Psicodeliamor&distorção. Com o segundo álbum, os Detonautas ultrapassaram a marca do Disco de Ouro. Além disso, contam com uma séria de feitos que refletem o sucesso alcançado nos últimos anos. Em 2001, ganharam o prêmio revelação num festival de rock no Rio Grande do Norte; em 2002, abriram o show da banda americana Red Hot Chili Peppers, e em 2003, tiveram o primeiro grande sucesso: ?Quando o sol se for?, tema de uma novela da TV Globo.Matéria atualizada às 23h

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.