AFP
AFP

Guitarrista do AC/DC é internado em casa de repouso por apresentar quadro de demência

Imprensa australiana diz que Malcolm Young está com perda de memória recente

EFE

26 Setembro 2014 | 09h34


Malcolm Young, guitarrista, compositor e cofundador da banda australiana AC/DC, cuja saída do grupo foi anunciada nesta semana, foi internado em uma casa de repouso em Sydney, Austrália, por apresentar quadro de demência, informa a imprensa local.

"Se alguém entra no quarto de Malcolm, sai por um momento e retorna minutos depois, ele já não o reconhece. Perdeu completamente a memória recente. Sua esposa, Linda, o colocou sob cuidados em tempo integral", disse uma fonte próxima da família do músico ao jornal Sydney Morning Herald.

Em abril, soube-se que o músico de 61 anos sofria de uma grave doença, ainda que sua origem tenha sido mantida em segredo, e por isso ele não participaria da gravação do álbum Rock or Bust.

Seu sobrinho Steve, que o substituiu nesta gravação, ocupará o lugar de Malcolm Young na turnê mundial que o AC/DC realizará em 2015, na qual também estarão os outros integrantes do grupo: Angus Young, Brian Johnson y Phil Rudd. (tradução: Gabriel Perline)

Mais conteúdo sobre:
Malcolm Young AC/DC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.