Guitarrista do AC/DC, Angus Young faz 60 anos

Um dos membros originais do grupo, Angus toca há mais de 40 anos

O Estado de S. Paulo

31 Março 2015 | 10h05

 Um dos fundadores da banda australiana AC/DC, Angus Young faz 60 anos hoje. O australiano nascido na Escócia, considerado o 24º melhor guitarrista de todos os tempos pela Rolling Stone, é um integrante-chave da banda de hard rock responsável por hits como Highway to Hell e Hells Bells.

Angus é o caçula dos oito filhos de William e Margaret Young, que o tiveram em Glasgow, em 1955. Seu primeiro instrumento seria o banjo. Foi só depois de ganhar um violão de segunda mão da mãe que começaria a tocar a guitarra elétrica que faria sua fama. Angus não seria a única cria digna de nota: seu irmão, Malcolm Young, é também um dos fundadores e guitarrista do AC/DC, formada em 1974. Após tocar em bandas locais de Sidney, na Austrália, para onde a família tinha emigrado no início da década de 1960, Angus se juntaria ao irmão, o vocalista Dave Evans, o baixista Larry Van Kriedt e o baterista Colin Burgess  na formação original, porém efêmera, da banda. De lá para cá, os integrantes mudariam bastante: Dave Evans sairia do grupo, dando espaço a Bon Scott, que morreria em 1980 e seria substituído por Brian Johnson. Vocalista do conjunto até hoje, teve sua estreia na banda com Back in Black, um dos álbuns de maior sucesso dos australianos.

Marca registrada do guitarrista, o uniforme colegial que Angus usa nas apresentações foi uma ideia de sua irmã nos primórdios da banda. Ao vê-lo experimentar uma série de fantasias para suas primeiras apresentações - de Zorro a Homem-Aranha - a moça sugeriu que ele usasse sua farda, com shorts, camisa de botão, terninho e gravata. Influenciado pelos guitarristas mais clássicos da história do rock e do blues como Chuck Berry, Freddie King e Muddy Waters, Young faz hard rock, mas não faz a figura do roqueiro viciado. Nunca bebeu na vida, apesar de ser fumante pesado.

Mais conteúdo sobre:
AC/DC Angus Young Malcolm Young

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.