Gustavo Arrais
Gustavo Arrais

Grupo Rouge anuncia show extra em São Paulo em dezembro

Ingressos para o primeiro show na cidade, no dia 25 de novembro, esgotaram em poucas horas

Pedro Rocha, ESPECIAL PARA O ESTADO

27 Outubro 2017 | 10h56

O grupo Rouge, sucesso no começo dos anos 2000 com músicas como Ragatanga e Brilha La Luna, anunciou na madrugada desta sexta-feira, 27, que irá realizar mais um show em São Paulo, após os ingressos para a primeira apresentação, no dia 25 de novembro, terem se esgotado em poucas horas. 

O novo show do Rouge na capital paulista será em 2 de dezembro, uma semana após o primeiro. O local será o mesmo, o Expo Barra Funda. A venda dos ingressos começa já ao meio-dia desta sexta-feira, 26, por meio do site Ticket360.

+ Entrevista com as cinco integrantes do Rouge sobre a volta aos palcos

Os ingressos para a primeira apresentação em São Paulo começaram a ser vendidos ao meio-dia da quinta-feira, 26. Ao longo da tarde, fãs relataram problemas para comprar os ingressos tanto no site oficial de vendas, o Ticket360, como nos pontos físicos pela cidade. 

Os shows do Rouge em São Paulo vêm logo após duas apresentações esgotadas no Rio de Janeiro, nos dias 13 e 14 de outubro. Foi o retorno do grupo ao palco após 12 anos do fim da banda. 

As apresentações marcaram ainda o primeiro encontro de todas as cinco integrantes originais desde que Lu Andrade anunciou a saída do grupo ainda em 2004, dois anos após a formação do Rouge, por meio do reality show Popstars, do SBT. 

A própria assessoria do grupo fala numa possível turnê para o ano que vem, por mais cidades do Brasil. As integrantes, porém, são mais cautelosas. "É óbvio que a gente tem expectativas, mas ainda é muito cedo, porque qualquer coisa que a gente vá fazer exige mudanças nas nossas vidas", afirmou Aline Wirley em entrevista ao Estado. 

Mais conteúdo sobre:
Rouge

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.