Gravadoras processam Guns N' Roses por plágio

Duas gravadoras independentes processaram a banda Guns N' Roses em 1 milhão de dólares, alegando que o grupo usou partes de duas canções de um músico alemão em seu mais recente álbum "Chinese Democracy".

REUTERS

05 de outubro de 2009 | 20h10

O Guns N' Roses e o selo Interscope-Geffen A&M sofreram ações do selo britânico Independiente e do braço norte-americano da Domino Recording Company, que possuem os direitos de canções do artista de música eletrônica Ulrich Schnauss.

O vocalista Axl rose, os membros da banda e os produtores do álbum copiaram trechos de duas canções de Schnauss --"Wherever You Are" e "A Strangely Isolated Place"-- em uma música chamada "Riad N' the Bedouins", de acordo com o processo.

A ação legal, apresentada na sexta-feira, mas divulgada nesta segunda-feira, busca 1 milhão de dólares por danos. Nenhum porta-voz da Interscope-Geffen A&M estava disponível para comentar.

"Chinese Democracy", o primeiro álbum da banda em 17 anos e lançado em novembro passado, teve vendas decepcionantes.

(Reportagem de Christine Kearney)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAGUNSPROCESSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.