Gravadora lança a última compilação do Run DMC

A missão do Run DMC sempre foi espatifar muros, bater contra o chão, explodir tetos e derrubar portas. A inscrição está na contracapa da compilação High Profile - The Original Rhymes, do Run DMC, que a gravadora BMG está lançando essa semana em todo o Brasil. A gravadora foi rápida - ou talvez lerda, quem sabe. Essa é a derradeira compilação com o grupo ainda inteiro, antes da tragédia da semana passada.Na quarta-feira, com um tiro na cabeça, um maluco homicida tirou a vida de um terço desse grupo pioneiro, o turntablist Jam Master Jay (os outros dois eram o Run e o DMC propriamente ditos, ou Joseph Simmons e Darryl McDaniels). O sujeito entrou no estúdio onde Jam Master Jay gravava, no Queens, e tirou-lhe a vida.O Run DMC foi o primeiro grupo de rap a chegar à capa da revista Rolling Stone. Foi o primeiro a vender mais de meio milhão de discos - e, logo a seguir, o primeiro também a vender mais de um milhão de discos. O grupo tornou o rap palatável para brancos ao associá-lo com o rock e abrandou a resistência dos negros ao rock.High Profile - The Original Rhymes traz 20 faixas com os maiores clássicos do Run DMC, incluindo Walk This Way, hit do Aerosmith que foi retrabalhado pelo grupo na metade dos anos 80 e iniciou uma longa onda crossover entre rap e rock, tornando-se o segundo vídeo mais visto na história da MTV.Mas o mais legal é que o disco traz uma celebração da importância do que foi o DJ Jam Master Jay na música do grupo. "Ele foi nossa banda", disse Simmons/Run uma vez sobre o parceiro. Essa relevância está assinalada na faixa Jam Master Jay, cuja letra diz: "Atrás dos turntables é onde ele fica/Então lá está o movimento de suas mãos/Então quando perguntarem quem é o melhor/Você pode dizer que é o Run DMC e Jam Master Jay."Além de Walk This Way e Jam Master Jay, o fã do grupo vai encontrar todo o ideário musical do grupo de Hollis, Queens, nas 20 faixas do disco. Ali estão Peter Piper, My Adidas, Rock Box e King of Rock, canções que estão nos fundamentos do hip hop mundial.Estão no disco também as faixas Sucker MC´s e It´s Like That, os primeiros grandes sucessos do grupo, de 1983. As músicas estavam no primeiro single e foram feitas por Simmons e Larry Smith.Segundo Russell Simmons, fundador do Def Jam, a definição do som do grupo passa por uma análise sociocultural. "Nesses últimos 20 anos, Run DMC foi a coisa mais próxima dos artistas gospel que a comunidade da música contemporânea produziu. Eles falaram sobre Deus e seus altos princípios, a importância de se manter longe das drogas, e geraram elevados e inspiradores objetivos. Eles representam tudo de bom e positivo sobre o hip hop."Em um comunicado publicado pelo site mtv.com, o DMC da banda, Darryl McDaniels, escreveu um texto tocante - lembrava muito aquele poema de Auden que foi lido no filme Quatro Casamentos e Um Funeral (1994), guardadas é claro as devidas proporções. "Ele era minha família. Crescemos juntos. Comemos juntos. Dormimos juntos. Rimos juntos. Vivemos dois terços de nossas vidas juntos. Ele fez cada DJ não querer usar uma DAT machine. Ele despertou para a verdadeira essência do que um DJ poderia ser numa performance de hip hop. Toda a indústria da música perdeu um grande talento. Eu sempre achei que nós estaríamos juntos para sempre. Vou sentir profundamente sua falta."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.