Denis Balibouse/Reuters
Denis Balibouse/Reuters

Grande nome do jazz, saxofonista James Moody morre aos 85 anos

O saxofonista James Moody, um mestre da improvisação, morreu em San Diego após uma luta de 10 meses contra um câncer no pâncreas. Ele tinha 85 anos.

REUTERS

10 de dezembro de 2010 | 19h30

Moody morreu na quinta-feira no Instituto de Cuidados Paliativos de San Diego, onde ele estava desde o início desta semana, disse a mulher do músico, Linda Moody, em comunicado divulgado no site dele.

"Me sinto muito gratificada pelo privilégio de ser a mulher deste homem fantástico por quase 22 anos. Aprendi muito com essa pessoa linda, graciosa e gentil", disse Linda Moody.

Nascido na Georgia e criado em Nova Jersey, Moody se tornou um dos maiores jazzistas norte-americanos. Ele tocou com Dizzy Gillespie, Lionel Hampton e B.B. King e foi indicado a quatro prêmios Grammy, a maior honra da indústria fonográfica norte-americana.

Moody começou a gravar no final da década de 1940 após servir às Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial. Ele continuou a compor e a se apresentar até os anos 2000.

(Reportagem de Bob Tourtellotte)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAJAZZISTAMORRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.