Mario Anzuoni/Reuters
Mario Anzuoni/Reuters

Grammy Latino celebra Juan Luis Guerra como o vencedor da noite

Gilberto Gil foi o brasileiro mais premiado, Adriana Calcanhoto, Charlie Brown Jr. também levaram prêmios

Efe e AP

12 de novembro de 2010 | 05h35

LAS VEGAS - Juan Luis Guerra foi o grande protagonista da 11ª edição do Grammy Latino, na noite de quinta-feira, 11, ao conseguir três dos quatro prêmios a que foi indicado, incluindo o de álbum do ano, por A Son de Guerra, em premiação que durou três horas.

Os outros dois fonógrafos dourados do artista dominicano foram os de melhor álbum tropical contemporâneo, também por A Son de Guerra, e melhor canção tropical, por "Bachata em Fukuoka".

"É um álbum de características românticas e sociais. É tempo de chamar as coisas como são e de reivindicar por mais justiça, mais honestidade e mais integridade para os povos latino-americanos. Isto é para uma melhor América Latina", disse o artista ao receber oPrêmio.

O grupo mexicano Camila, por sua vez, saiu do evento com dois fonógrafos dourados, um por gravação do ano, com Mientes, e outro por melhor álbum vocal pop dupla ou grupo, por Dejarte de amar.

Mientes" também foi eleita a canção do ano, premiando seus compositores, no caso Mario Domm - membro da banda - e Mónica Vélez. Isto é uma bênção, disseram os integrantes da banda, que lembraram que o número 11 lhes trouxe muita sorte.

O argentino Gustavo Cerati, que permanece em coma após ter sofrido um acidente vascular cerebral em maio, foi premiado por melhor álbum de rock vocal dupla ou grupo, com Fuerza Natural, e melhor canção de rock, com Deja Vu.

Além disso, o disco Fuerza Natural foi laureado por melhor desenho de encarte, em fonógrafo dourado que foi para o diretor artístico Roy García.

O uruguaio Jorge Drexler, que partia como um dos favoritos após quatro indicações, saiu do Grammy de mãos vazias.

As melhores partes do evento foram algumas de suas apresentações, desde o espetáculo do grupo formado por Enrique Iglesias e Wisin e Yandel (No me digas que no), passando pelo ritmo de Juan Luis Guerra (La guagua), o calor de Prince Royce (Stand by me, comBen E. King) e a sensualidade de Ricky Martin e Natalia Jiménez (Lo mejor de mi vida eres tú).

Também tiveram destaque a aparição de Marc Anthony, dedicando Tu amor me hace bien à sua esposa, Jennifer López, e o duelo de belezas protagonizado por Nelly Furtado e Mala Rodríguez.

Apresentaram-se ainda Rosario Flores (Cuéntame qué te pasó), Alejandro Fernández (Vamos a darnos tiempo), Aleks Syntek (Loca), a dupla venezuelana Chino e Nacho (Mi niña bonita) e a dupla formada por Gilberto Santa Rosa e Johnny Ventura, que finalizaram com "Hay que dejarse de vaina".

Outros prêmios de destaques foram: melhor álbum vocal pop masculino, para Paraíso Express, do espanhol Alejandro Sanz; a mesma categoria, mas em sua versão feminina, que foi para acanadense Nelly Furtado, com Mi plan; melhor álbum de música urbana, para Mi niña bonita, de China e Nacho; e melhor novo artista, que laureou o cubano Alex Cuba.

"Quando vi a abertura me emocionei", disse Alejandro Sanz. "Estive na primeira edição deste prêmio e olha onde estamos! Dedico o prêmio a meus admiradores e a todos vocês por terem votado", acrescentou.

"Não vamos conseguir dormir esta noite", disseram China e Nacho, antes de exclamar com força: "Venezuela!".

A premiação foi realizada no centro de convenções do Hotel Mandalay Bay, com capacidade para 12 mil espectadores. O cômico mexicano Eugenio Derbez, responsável por várias doses desarcasmo e ironia em brincadeiras dirigidas às celebridadespresentes, e a artista Lucero conduziram a cerimônia.

Derbez aproveitou a "dependência" dos famosos às redes sociais e emitiu várias imagens dos artistas, como Tommy Torres, a atual Miss Universo, Jimena Navarrete, e Cristián de la Fuente, escrevendo no Twitter durante os intervalos publicitários.

Plácido Domingo subiu ao palco para receber, das mãos de Ricky Martin, o prêmio Pessoa do Ano 2010, outorgado pela Academia Latina de Gravação. "Levarei isto como algo muito profundo dentro da minha alma", disse.

Confira a lista dos vencedores

GERAL

Gravação do Ano

Mientes - Camila

Álbum do Ano

A son de guerra - Juan Luis Guerra

Canção do Ano

Mientes - Compositores: Mario Domm e Mónica Vélez. Intérprete: Camila

Melhor Novo Artista

Alex Cuba

POP

Melhor Álbum Vocal Pop Feminino

Mi plan

Melhor Álbum vocal Pop Masculino

Pariso Express - Alejandro Sanz

Melhor Álbum Vocal Pop Dupla ou Grupo

Dejarte de amar - Camila

URBANA

Mellhor Álbum de Música Urbana

Mi niña bonita 0 Chino e Nacho

Melhor Canção Urbana

No pidas perdón - Compositora e intérprete: Mala Rodríguez

ROCK

Melhor Álbum de Rock

Fuerza natural - Gustavo Cerati

Melhor Canção de Rock Deja Vu - Compositor e intérprete: Gustavo Cerati

ALTERNATIVA

Melhor Álbum de Música Alternativa Hombre Invisible - Ely Guerra

Melhor Canção Alternativa De donde vengo yo - Compositores: Gloria "Goyo'' Martínez, Miguel "Slow'' Martínez y Carlos "Tostao" Valencia. Intérprete: ChocQuibTown

TROPICAL

Melhor Álbum de Salsa

Irrepetible - Gilberto Santa Rosa

Melhor Álbum de Cumbia/Vallenato Listo pa' la foto - Diomedes Díaz e Alvaro López

Melhor Álbum Tropical Contemporâneo

A son de guerra - Juan Luis Guerra e 4.40

Melhor Álbum Tropical Tradicional

El último trago - Buika

Melhor Canção Tropical

Bachata en Fukuoka - Compositor e intérprete: Juan Luis Guerra e 4.40

CANTOR

Melhor Álbum Cantor

Cantares del subdesarrollo - Rubén Blades

REGIONAL - MEXICANO

Melhor Álbum de Musica Ranchera

Necesito de ti - Vicente Fernández

Melhor Álbum de Musica Banda (empate)

Me gusta todo de ti - Banda El Recodo de Cruz Lizárraga Soy tu maestro - La Original Banda El Limón de Salvador Lizarraga

Melhor Álbum de Musica Tejana

Fantasía - Elida Reyna e Avante

Melhor Álbum de Musica Norteña

Desde la cantina Vol. 1 - Grupo Pesado

Mejor Cancion Regional Mexicana

Amarte a la antigua - Compositores: Yoel Henriquez y Paco Lugo. Intérprete: Pedro Fernández

INSTRUMENTAL

Melhor Álbum Instrumental

A Time for Love - Arturo Sandoval

TRADICIONAL

Melhor Álbum Folclórico

Tesoros de la música venezolana (6 CDS)'' - Ilan Chester

Melhor Álbum de Tango

De corazón a corazón mariachi tango - Aida Cuevas

Melhor Álbum de Flamenco

Sonanta Suite - Tomatito

JAZZ

Melhor Álbum de Jazz Latino

Sambolero - João Donato Trio

CRISTÃO

Melhor Álbum Cristiano En Español

Tienes que creer - Mónica

Melhor Álbum Cristão em Português

Na extremidade - Marina de Oliveira

BRASILEIRO

Melhor Álbum Contemporâneo Brasileiro

Bom Tempo - Sergio Mendes

Melhor Álbum de Rock Brasileiro

Camisa 10 joga bola até na chuva - Charlie Brown Jr

Melhor Álbum de Samba/Pagode

To fazendo a minha parte - Diogo Nogueira

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira

Banda Dois - Gilberto Gil

Melhor Álbum de Música Sertaneja

Double Face - Zezé di Camargo & Luciano

Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras - Regional Nativa

Fé na festa - Gilberto Gil

Melhor Canção Brasileira - Idioma Português

Tua - Compositora: Adriana Calcanhotto. Intérprete: Maria Bethânia

INFANTIL

Melhor Álbum de Música Latina para Crianças

Luis Prescetti - Luis Pescetti

CLASICA

Melhor Álbum de Música Clasica (empate)

Integral cuartetos de cuerda - Leo Brouwer

Vital - Fernando Otero

Melhor Obra/Composição Clássica Contemporânea

Pampas - Compositor: Lalo Schifrin. Intérprete: Antonio Lysy

Design de embalagem

Fuerza natural - Diretor de arte: Rock Instrument Bureau (Gustavo Cerati)

PRODUÇÃO

Melhor Engenharia de Gravação para um Álbum

Distinto - Engenheiros: Paul Acedo, Rafa Arcaute, Sebastian Krys, Lee Levin, Daniel Ovie, Sebastian Perkal, Tom Russo, Esteban Varela y Dan Warner. Engenheiro de masterização: Lurssen Inc. (Diego Torres)

Produtor do Ano (empate)

Jorge Calandrelli e Gregg Field (A Time For Love, Arturo Sandoval)

Sergio George (Corazón sin cara, Prince Royce; Estúpida, India; Si él te habla de mí, India; Smile, India; Stand By Me, Prince Royce; Te vas a arrepentir, India; Tú y yo, Prince Royce)

VIDEO MUSICAL

Melhor Vídeo Musical Versão Curta

Bien o mal, Julieta Venegas - Diretor: Agustín Alberdi. Produtor: Nicolás Cabuche

Melhor Vídeo Musical Versão Longa

Una noche común y sin corriente, Voz Veis. Diretor: Néstor Moure. Produtor: Andrés Guanipa

Tudo o que sabemos sobre:
Grammy Latino, premiação, música

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.