Grammy faz sua festa da música em meio a polêmica

O Grammy de novo terá transmissão exclusiva via SBT. A festa será amanhã, em Los Angeles. Adriane Galisteu e João Marcelo Bôscoli apresentam a cena daqui mesmo, na sede do SBT na Anhangüera. do Brasil, o cantor, compositor e ministro da Cultura Gilberto Gil concorre com o álbum Eletracústico na categoria melhor álbum de World Music.A entrega dos prêmios Grammy enfrenta críticas por uma suposta falta de rigordas distinções musicais concedidas anualmente pela Academia de Artese Ciências Fonográficas dos Estados Unidos. A 48.ª edição do Grammy premiará artistas em 108 categorias,número quatro vezes maior que em qualquer outra premiação musical. A grande quantidade de candidatos faz com que sejam registradosintermináveis engarrafamentos de limusines nos arredores do estádioStaples Center de Los Angeles, onde ocorrerá a cerimônia de entrega. Também há a necessidade de distribuir os prêmios de menorrepercussão horas antes da premiação das categorias mais esperadas,já que o espetáculo é transmitido pela rede de televisão "CBS" apartir das 17 horas locais (23h de Brasília). "Não são muitos?", questiona o jornal Los Angeles Times,brincando que o número dos pequenos gramofones dourados distribuídosna cerimônia supera o de veículos estacionados perto do estádio. Nesta edição, cogita-se que Mariah Carey e Kanye West, empatadoscom oito indicações nas categorias mais cobiçadas, sejam os grandesganhadores da noite. A cantora de origem hispânica concorre nascategorias "melhor álbum", "gravação" e "canção", e conta ainda comquatro indicações na categoria "R&B", além da de melhor artista pop. Graças ao álbum The Emancipation of Mimi, que vendeu cerca dequatro milhões de cópias em 2005, Mariah deu uma guinada em suacarreira, abalada pelo fracasso de Glitter. Kanye West disputa com Carey a categoria "melhor álbum" e melhor"gravação", além de brigar por prêmios nas quatro indicações quepossui na categoria "rap". Ganhador de três Grammy no ano passado, West é o único intérpretena história da premiação que concorre a 17 categorias em um prazo de12 meses. No entanto, o polêmico músico, conhecido pelo talento epelo forte temperamento, foi derrotado nas principais categoriaspela vitória póstuma e nostálgica de Ray Charles em 2005. Ainda que prestigiado pelo público e pela crítica, é possível queo cantor se veja derrotado mais uma vez diante de um provável votosentimental, já que Carey deu a volta por cima e voltou a brilhar. Caso sirva de consolo, vale lembrar que, nos 48 anos de históriado Grammy, artistas como Bob Dylan, Bruce Springsteen, ArethaFranklin, Rolling Stones, Stevie Wonder, entre outros, nuncaestiveram na lista de candidatos na categoria "maior revelação". Seja quem for o ganhador desta edição, o espetáculo estágarantido, já que o ex-Beatle Paul McCartney, prestes a completar 64anos, participará pela primeira vez da cerimônia de entrega. Ao seu lado estarão Carey, West, Springsteen, U2, Coldplay, JohnLegend, Faith Hill e Mary J. Bilge, entre outros astros. A cerimônia apresentará ainda uma curiosa parceria entre Madonnae o grupo Gorillaz, quarteto virtual formado pelos personagensanimados 2D, Murdoc, Noodle e Russel, que dividirão o palco com aeterna rainha das pistas por meio de animações tridimensionais. Curiosamente, o Gorillaz concorre em cinco categorias ao Grammy.Já Madonna está fora da disputa.

Agencia Estado,

07 de fevereiro de 2006 | 14h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.