Mike Blake/ Reuters
Mike Blake/ Reuters

Grammy 2020: Billie Eilish é a grande vencedora da edição

Artista venceu em cinco categorias; veja a lista com os principais ganhadores da edição

Gabriela Marçal e Júlia Corrêa, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2020 | 21h22

Billie Eilish, que com apenas 18 anos foi a  favorita Grammy de 2020, garantiu, neste domingo, 26, cinco estatuetas para colocar na estante de prêmios. A cantora americana foi reconhecida como Artista Revelação e venceu nas categorias Álbum do Ano e Melhor Álbum Pop Vocal, com When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, e Música do Ano e Gravação do Ano, com a faixa Bad Guy.

A jovem de 18 anos se junta a Beyoncé, Lady Gaga, Lizzo, Michelle Obama e Lil Nas X, que também estão entre os vencedores da premiação.

Beyoncé, Lady Gaga e Michelle Obama são reconhecidas pelo Grammy

Beyoncé venceu por Melhor Filme Musical com Homecoming, que é dirigido pela própria estrela da produção e por Ed Burke, e produzido por Steve Pamon e Erinn Williams.

Lady Gaga foi reconhecida por Melhor Canção Escrita Para Mídia Visual com I'll Never Love Again, que foi interpretada por ela e Bradley Cooper. A música também foi composta por Natalie Hemby, Hillary Lindsey e Aaron Raitiere. Gaga bateu Beyoncé que concorria com Spirit.

Michelle Obama venceu em Melhor Álbum de Palavras Faladas (Inclui Poesia, Audiobook e Storytelling) por seu audiobook Becoming, que no Brasil foi narrado por Maju Coutinho.

 Lil Nas X e Billy Ray Cyrus foram os ganhadores de Melhor Video Musical com o clipe de Old Town Road.

Recordista de indicações, concorrendo em oito categorias, a rapper Lizzo venceu os prêmios de Melhor Performance Solo, com Truth Hurts, de Melhor Performance de R&B Tradicional, com Jerome, além de Melhor Álbum Urbano Contemporâneo, com Cuz I Love You.

Vencedores do Grammy 2020*

Melhor Filme Musical - Homecoming, de Beyoncé 

Melhor Canção Escrita Para Mídia Visual - I'll Never Love Again, de Lady Gaga

Melhor Álbum de Palavras Faladas (Inclui Poesia, Audiobook e Storytelling) - Becoming, de Michelle Obama

Melhor Video Musical - Old Town Road, de Lil Nas X e Billy Ray Cyrus

Produtor do Ano (Não-clássico) - Finneas

Produtor do Ano (Clássico) - Blanton Alspaugh

Melhor Álbum Pop Vocal - When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, de Billie Eilish 

Melhor Álbum Vocal Pop Tradicional - Look Now, de Elvis Costello & The Imposters

Melhor Perfomance Solo - Truth Hurts, de Lizzo

Melhor Performance Pop (Duo/Grupo) - Old Town Road, de Lil Nas ft. Billy Ray Cyrus

Melhor Performance de R&B - Come Home, de Anderson Paak ft. André 3000

Melhor Álbum de R&B - Ventura, de Anderson Paak

Melhor Performance de Country (Duo/Grupo) - Speechless, de Dan + Shay

Melhor Álbum Country - While I'm Livin', de Tanya Tucker

Melhor Álbum Eletrônico - No Geography, de The Chemical Brothers

Melhor Performance de Rock - This Land, de Gary Clark Jr

Melhor Performance de Metal - 7empest, de Tool

Melhor Canção de Rock - This Land, de Gary Clark Jr

Melhor Álbum de Rock - Social Cues, de Cage The Elephant

Melhor Álbum de Música Alternativa - Father Of The Bride, de Vampire Weekend

Melhor Performance de R&B Tradicional - Jerome, de Lizzo

Melhor Álbum Urbano Contemporâneo - Cuz I Love You (Deluxe), Lizzo

Melhor Performance de Rap - Racks in The Middle, de Nipsey Hussle ft. Roddy Ricch & Hit-Boy

Melhor Performance de Country (solo) - Ride Me Back Home, de Willie Nelson

Melhor Álbum Vocal de Jazz - 12 Little Spells, Esperanza Spalding

Melhor Álbum Instrumental de Jazz - Finding Gabriel, de Brad Mehldau

Melhor Álbum Pop Latino - #Eldisco, de Alejandro Sanz

Melhor Composição Instrumental - Star Wars: Galaxy's Edge Symphonic Suite, de John Williams

Melhor Álbum de Rap - Igor, de Tyler, The Creator

Melhor Álbum de Comédia - Sticks & Stones, de Dave Chappelle

Música do Ano - Bad Guy, de Billie Eilish

Artista Revelação - Billie Eilish

Álbum do Ano - When We All Fall Asleep, Where Do We Go? Billie Eilish

Gravação do Ano - Bad Guy, de Billie Eilish

Tudo o que sabemos sobre:
GrammyBillie Eilishmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.