Grammy 2001 pulveriza indicações

No ano passado Santana dominou a cerimônia do Grammy. Prestes a ser despedido de sua gravadora, o guitarrista mexicano reuniu-se a uma constelação de estrelas pop e compôs Supernatural. O disco, sucesso no mundo todo, abocanhou oito prêmios, e igualou a marca de Thriller, de Michael Jackson, o grande vencedor de 1983. Neste ano, para a 43ª edição do Grammy, cuja cerimônia será realizada no dia 21 de fevereiro, nenhum nome obteve grande destaque entre as indicações, anunciadas na tarde de hoje. O rapper Dr. Dre dividiu o maior número de indicações, cinco, com a cantora de R&B Beyonce Knowles. Eminem, eleito pela revista Rolling Stone o melhor artista do ano, recebeu quatro indicações por seu polêmico álbum The Marshal Mathers LP, entre elas a de melhor disco do ano, a principal categoria. Nesta, o rapper e suas letras que fazem apologia da violência e atacam os homossexuais concorre ao lado de Beck, de Midnite Vultures, da banda britânica Radiohead, do difícil Kid A, do cantor Paul Simon, de You´re The One, e do duo de rock Steely Dan, por Two Against Nature. Nas outras principais categorias, Melhor Gravação do Ano e Melhor Música do Ano, a única presença constante foi a do U2, pelo single Beautiful Day. Os irlandeses também concorrem na categoria melhor performance de grupo ou duo de rock and roll. Paul McCartney figura na categoria Melhor Álbum de Música Alternativa, por Liverpool Sound Collage, ao lado de Beck, Radiohead, Fiona Apple e The Cure.Madonna, que esteve no centro das atenções em 2000 - teve filho, casou e lançou disco - concorre com Music nas categorias Gravação do Ano, Melhor Álbum de Pop Vocal e Melhor Intérprete de Música Pop. O N´Sync concorre, entre os principais prêmios, nas categorias Gravação do Ano, Melhor Performance de Pop para grupo ou duo vocal, pelo hit Bye Bye Bye, e Melhor Álbum de Pop Vocal. Entre os melhores álbuns de rock, Mad Season, do Matchbox Twenty, Return of Saturn, do No Doubt, e The Battle of Los Angeles, do Rage Against The Machine.Sem o predomínio de nenhuma estrela, nomes tradicionais como Paul McCartney, B.B King, Eric Clapton e Paul Simon figuram entre os indicados ao lado de novas promessas, de qualidade musical discutível, como Britney Spears, Christina Aguilera, Rick Martin e Eminem. O resultado sai em fevereiro. De certo, apenas o fato de que não ocorrerá concentração de prêmios nas mãos de um único artista, como em outros anos.

Agencia Estado,

03 de janeiro de 2001 | 21h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.