Governo de SP cria "festival dos festivais"

Como os festivais de música popular brasileira realizados no interior de São Paulo apresentam cada vez mais talentos - antes mesmo de esses artistas despontarem no mercado -, a Secretaria de Estado da Cultura quer promover um evento que prestigie e incentive esses movimentos regionais. Em outubro, será realizado, em São Paulo, o 1.º Circuito Paulista de Festivais, que vai reunir os participantes premiados em Avaré, Tatuí e São José do Rio Pardo. Durante três dias, o circuito vai reunir no Theatro São Pedro nove compositores premiados naquelas três cidades. A cobertura ficará a cargo da Rádio e TV Cultura. Segundo a secretaria, o objetivo do novo evento é contribuir para a divulgação dos novos artistas na Capital paulista. Com isso, eles terão uma melhor divulgação de seus trabalhos tanto nos meios de comunicação quanto um público mais amplo. "Os produtos de consumo de massa ganham espaço na mídia, mas esses talentos não", justifica o secretário estadual da Cultura, Marcos Mendonça. "Por isso, queremos dar visibilidade a esses músicos." Dos nove participantes do circuito, quatro serão premiados pela Secretaria de Cultura, além dos prêmios que teoricamente receberam nos respectivos festivais em que concorreram. O primeiro classificado receberá um carro popular que ainda não está definido; o segundo, R$ 7 mil; o terceiro ganhará R$ 4 mil; e o prêmio do quarto colocado será de R$ 2.500. "Com a perspectiva da dupla premiação, a situação ficará bem melhor para os músicos", diz o organizador do Festival de Música de Primavera de São José do Rio Pardo, Agenor Ribeiro Neto. Para o primeiro circuito, somente foram escolhidos os festivais de Avaré, Tatuí e São José porque são os três mais "representativos e organizados", na opinião do secretário Mendonça. O festival de Avaré é o mais antigo e ajudou a revelar nomes como Lenine, Chico César e Zeca Baleiro. O evento de Tatuí é o único que tem uma orquestra para acompanhar os participantes. Já o de São José do Rio Pardo é o que reúne o maior público e lota o ginásio municipal da cidade. "A idéia é incentivar os outros festivais a melhorarem suas estruturas para, também, participarem nas próximas edições do circuito", explica o coordenador do Núcleo de MPB da Secretaria, Helton Altman.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.