Google lança sua loja de música virtual nos EUA

O Google anunciou nesta quarta-feira o lançamento nos Estados Unidos de seu serviço musical, Google Music, que contará com o apoio de três das grandes gravadoras do mercado e que será o novo rival dos produtos similares já oferecidos por Apple e Amazon.

EFE

17 de novembro de 2011 | 10h37

Os consumidores poderão comprar e baixar as músicas de qualquer computador ou dispositivo Android e também poderão compartilhá-las através da rede social Google+.

"O Google Music se trata de descobrir, comprar e compartilhar música de formas novas, inovadoras e personalizadas", disse Jamie Rosenberg, diretor de conteúdos digitais do Google para Android em entrevista coletiva.

Este novo serviço musical oferecerá o download de músicas nos EUA a partir de US$ 0,69 e permitirá aos usuários do Android compartilhar um total de 20 mil canções de forma gratuita.

"Outros serviços musicais pensam que você tem que pagar para escutar música que já possui. Nós não", acrescentou Rosenberg, em alusão ao iTunes Match, da Apple.

As músicas de artistas como Coldplay, Drake e Pearl Jam já estão disponíveis no serviço.

O Google estreou em maio um sistema de armazenamento de música na nuvem que permitia ao usuário subir e baixar suas canções da rede e através de novos aplicativos para dispositivos Android.

O serviço, denominado Google Music Beta, nasceu sem a participação das companhias fonográficas.

Agora a empresa fechou acordos com a Sony Music Entertainment, a Universal Music Group, a EMI Music e 23 gravadoras independentes, de modo que o serviço oferecerá oito milhões de músicas, um número que aumentará para 13 milhões nos próximos meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Google musicloja virtual

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.