Reprodução
Reprodução

Giorgio Armani rebate versão de Madonna sobre queda no Brit Awards

Cantora tinha dito que culpa por causa de seu tombo era da capa da roupa que vestia

O Estado de S. Paulo

04 Março 2015 | 19h01

Após seu tombo espetacular, no encerramento do Brit Awards, no dia 25 de fevereiro, em Londres, a cantora Madonna responsabilizou a grife Armani pelo seu acidente e chegou a desabafar no Instagram. "Armani me deixou presa. Minha preciosa capa estava amarrada com muita força. Obrigada pelos desejos de melhoras. Estou bem". 

Tudo aconteceu quando ela cantava Living for Love e não conseguiu desamarrar a capa que usava, que foi puxada pelos bailarinos, derrubando-a de costas no chão. 

Agora, o estilista Giorgio Armani, o criador de seu figurino de toureira, desmente a diva e diz: "Todo mundo sabe que Madonna é complicada. Ela insistiu em pôr um laço e não um fecho, como eu recomendava para a capa, que, no fim, Madonna não conseguiu desamarrar. Isso é tudo o que de fato aconteceu".

A rainha do pop insistiu na sua versão também no programa 'The Jonathan Ross Show', quando garantiu que o problema com a capa foi por causa do laço. "Estava no alto da escada e tentei tirar a capa, mas o laço não se soltou. Meus queridos bailarinos estavam puxando a capa e me estrangulando. Eu tinha duas opções, ser estrangulada ou cair, e decidi cair."

"Sofri uma entorse cervical e bati com a nuca. E também tive de permanecer em observação até as 3 da manhã", lembrou ainda a cantora, que definiu como 'um pesadelo' o seu show no Brit Awards.

Mais conteúdo sobre:
Música

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.