Carl de Souza
Carl de Souza

Gilberto Gil regrava vocais de 'Refavela' para remix do grupo Digitaldubs

Nova versão da música conta com o filho do cantor, Bem Gil, ao violão

Pedro Rocha, Especial para o Estado

25 Janeiro 2019 | 03h00

No dia em que Gilberto Gil encerra a longeva turnê de 40 anos do disco Refavela (1977), com show nesta sexta-feira, 25, no Circo Voador, no Rio, a música que dá título ao trabalho ganha um remix inédito, feito pelo grupo carioca Digitaldubs. O próprio Gil regravou seus vocais para a nova versão. 

Já há muito tempo, o Digitaldubs trabalha em cima da faixa. O primeiro remix que fizeram, com a gravação original, se deu ainda no começo dos anos 2000, para ser tocado em seus bailes. Em 2017, surgiu uma nova versão, com o show do grupo ao lado do Cidade Negra no Rock In Rio, quando fizeram uma homenagem a Gil. 

O remix que chega às plataformas digitais nesta sexta-feira tem como base a versão apresentada no festival, que contou com rimas do MC Jeru Banto, que acompanha o Digitaldubs em gravações e shows. A ideia de convidar o músico Bem Gil, filho de Gilberto, para gravar novos acordes no violão, veio depois do Rock In Rio. 

“Fomos regravar o violão e logo falamos com o Bem, que a gente já conhecia, por ele ter frequentado alguns bailes nossos”, conta Marcus “MCP”, um dos fundadores do grupo, um dos precursores da difusão da cultura sound system jamaicana no País. “O resultado ficou incrível, porque ele colocou novas ideias e alguns acordes que ele e o pai fazem em shows.”

O passo seguinte foi convidar o próprio Gil para regravar seus vocais, dando uma nova cara para a música. O convite foi prontamente aceito. Segundo os integrantes do Digitaldubs, Gil inicialmente regravou a música como na versão original, para depois acrescentar novas variações melódicas e improvisos. Apesar de ser uma nova versão para a faixa, lançada há mais de 40 anos, MPC acredita que a letra original de Gil continua contemporânea. “O mais interessante é o tipo de poesia feito por ele, consegue colocar problemas sociais de forma tão leve”, opina. Para ele, a nova versão casa bem com as rimas do MC Jeru Banto. “O MC coloca uma poesia mais direta e gera um certo balanço.”

Nesta sexta-feira, o Digitaldubs vai estrear a nova versão da música, juntamente com o videoclipe, com um show do grupo no encerramento da apresentação de Gil no Rio de Janeiro. “Foi uma feliz coincidência a gente terminar o trabalho na música a tempo para esse show”, afirma MPC. 

Para os seguidores do Digitaldubs, o músico afirma que 2019 deve ter novos lançamentos. “Queremos um novo disco ainda este ano, já temos músicas gravadas”, relata MPC, que confirma participações de B Negão, MV Bill e Lucy Alves. “Fora o disco, temos também alguns remixes inéditos, como os que fizemos para o Baiana System.”

Mais conteúdo sobre:
Gilberto GilDigitaldubs

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.