Divulgação
Divulgação

Gilberto Gil lança acervo digital com mais de 30 mil arquivos

Material conta a história dos quase 50 anos de carreira do músico

estadão.com.br,

27 de dezembro de 2011 | 15h58

SÃO PAULO - O cantor e compositor Gilberto Gil lançou pelo Instituto Antonio Carlos Jobim um acervo digital com mais de 30 mil itens sobre sua carreira. O material conta com textos, vídeos, fotos e letras das canções compostas pelo baiano. Os arquivos dos quase 50 anos de estrada de Gil estão disponíveis em www.jobim.org/Gil.

O trabalho do Instituto Tom Jobim, que já havia escaneado material de Tom Jobim, Vinicius, Caymmi, Chico Buarque e do arquiteto Lucio Costa, levou um ano e meio para ficar pronto.

No total, o acervo apresenta 13 mil recortes de jornais e revistas, 12 mil fotos, 400 vídeos, 15 cadernos com um total de 700 páginas escaneadas, 30 roteiros de shows com set lists, 10 teses acadêmicas, 50 letras manuscritas, 50 cartazes de shows, 500 peças de correspondência e outros registros.

Em entrevista ao Estado no início do mês, Gil disse que vê com bons olhos a chegada do Itunes ao País.

Com um catálogo de mais de 20 milhões de canções já em seu lançamento, o dispositivo, pertencente à Apple, permite que usuários de iPad, iPhone, iPod, Mac e PC possam comprar e baixar músicas online.

Para o ex-ministro da Cultura, ao menos uma parte do público acostumado a baixar música e/ou a comprar CDs piratas vai se render à prática. "No mundo digital, a precificação se aproxima do zero, então você tem uma disputa menos complicada entre o pago e o gratuito", revelou.

Tudo o que sabemos sobre:
Gilberto GiliTunesacervo digitalMPB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.