Heinz-Peter Bader/Reuters
Heinz-Peter Bader/Reuters

George Michael retoma turnê europeia após longa convalescença

Cantou passou um mês internado em Viena por conta de uma pneumonia grave

Reuters

04 de setembro de 2012 | 15h37

VIENA - O cantor britânico George Michael elogiou a equipe médica de Viena que o resgatou da beira da morte no ano passado, enquanto ele se prepara para retomar a turnê interrompida durante meses por uma grave infecção pulmonar.

"Oi a todos, está naquela hora de novo! E eu abro o tour cantando aos homens e mulheres que salvaram minha vida", postou ele em sua conta do Twitter nesta terça-feira. "E é um lindo dia!".

O ex-vocalista do Wham!, que partiu para uma carreira solo bem-sucedida, ficou doente na capital austríaca em novembro e foi diagnosticado com pneumonia grave. Ele passou um mês no Hospital Geral de Viena sob cuidado intensivo.

A mídia austríaca noticiou que 300 funcionários do hospital - de médicos à equipe de limpeza - assistiriam ao show na noite de terça-feira. Com a permissão dele, o hospital está vendendo outros 700 ingressos para o show que ele doou para arrecadar dinheiro para a pesquisa sobre doença pulmonar.

A experiência de quase morrer inspirou o novo single de Michael White Light, apresentado por ele na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres.

Michael, de 49 anos, estava no meio de uma turnê europeia quando adoeceu e foi forçado a cancelar uma série de shows, mas ele prometeu se apresentar para todos os fãs que compraram um ingresso.

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAGEORGEMICHAELTURNE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.