George Michael processa mídia por invasão de privacidade

O cantor britânico George Michael ameaçou processar por invasão de privacidade "todos os envolvidos" na publicação de uma série de notícias que revelavam suas aventuras sexuais com desconhecidos. Em declarações à canais de televisão, Michael, de 43 anos, se queixou que jornalistas e fotógrafos se intrometem em sua vida privada, colocando em risco sua relação com seu namorado há 10 anos, Kenny Goss.No fim de semana passado, o jornal sensacionalista News of the World divulgou fotografias de Michael, após aparentemente ter tido relações com um desconhecido no parque de Hampstead Heath, próximo à residência do artista.A imprensa britânica especulou que, com a publicação das fotos, o casal pretendia se separar, mas o próprio Michael assegurou na terça-feira passada, em entrevista ao Channel 4, que seu parceiro não se importa que mantenha relações sexuais com outros homens. Também disse que o motivo do adiamento de sua união com Goss foi que, devido ao assédio da imprensa e à proximidade do início de sua primeira turnê em 15 anos, seria impossível desfrutar de uma cerimônia privada.Esta noite, o artista defendeu seu direito de praticar o "cruising" (sair pela noite para ter relações sexuais com desconhecidos em parques), e criticou os jornalistas "heterossexuais" que questionam essa atividade, comum entre os homossexuais, e que o acusam de pôr em risco sua saúde. "Tenho praticado desde que era adolescente e nunca vi violência", afirmou. "Por favor, não me diga, como heterossexual, que corro riscos. Sei o que faço e não deveria ter que responder a perguntas assim", afirmou. "Não mereço as críticas e não entendo que exijam respostas a esse tipo de perguntas de um homem abertamente ´gay´, que vive sua vida", acrescentou, visivelmente zangado.Além de suas atividades de "cruising" e o suposto cancelamento do casamento, a imprensa divulgou que Michael havia comprado um presente de um milhão de libras para seu namorado, por ocasião do décimo aniversário de namoro do casal.O cantor classificou de "inaceitável" a tentativa da imprensa de sugerir que ele tentou "comprar" Goss. "Estou hoje aqui para dizer que estou farto, e que vou tomar medidas legais contra todos os envolvidos", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.