REUTERS/ Henning Bagge
REUTERS/ Henning Bagge

George Michael pode ter morrido de uma overdose acidental

Uma pessoa próxima ao artista contou que ele tinha começado a tomar "drogas puras" nos últimos anos

EFE, O Estado de S.Paulo

17 Janeiro 2017 | 10h11

O cantor britânico George Michael pode ter morrido de uma overdose acidental de drogas e álcool, segundo falou à BBC o amigo de infância Andros Georgiou.

Uma pessoa próxima do artista, que foi encontrado morto no último dia de Natal em casa, no bairro de Highgate, em Londres, explicou que Michael tinha começado a tomar "drogas duras" nos últimos anos, mas rejeitou a possibilidade de suicídio.

O cantor George Michael morreu no dia 25 de dezembro, aos 53 anos. A estrela, que lançou sua carreira com Wham na década de 1980 e mais tarde continuou seu sucesso como artista solo, "faleceu pacificamente em casa", informou seu agente no dia. A polícia disse que não havia circunstâncias suspeitas.

Mais conteúdo sobre:
George Michael BBC Natal Londres Michael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.