George Michael diz que não se arrepende de traição

O cantor britânico George Michael, que neste fim de semana foi fotografado pela imprensa local em um parque de Londres após um encontro sexual com um homem desconhecido, disse estar orgulhoso de seu hábito de buscar sexo casual e negou a suspensão dos planos de casamento com o namorado, o estilista Kenny Goss. O jornal Sunday Mirror publicou imagens de Michael no parque Hampstead Heath, no norte de Londres, com o inglês Norman Kirtland, de 58 anos. O ex-vocalista da banda Wham! negou-se a pedir desculpas publicamente por suas atitudes e acrescentou que não fez nada de errado ao buscar sexo casual em um parque e que continua sendo um modelo para os gays jovens. "Deveria poder ser o que sou para os jovens gays: um homem que conseguiu ser bem-sucedido na indústria da música por 25 anos", disse. "Sinto muito se há pessoas que não gostam do fato de eu buscar sexo em Hampstead Heath, mas a polícia aceita absolutamente que esta é uma prática muito comum à noite nesse parque", disse ele. "É o único lugar em Londres onde se pode buscar sexo casual e, em geral, é seguro", disse. Depois da publicação das fotos, Goss afirmou publicamente ter perdoado seu parceiro. George Michael revelou que o parceiro, com quem pretende se casar este ano, aceita este comportamento e negou que ambos tenham desistido do casamento. "Não quero um casamento muito luxuoso, mas uma cerimônia pequena", comentou o cantor em uma entrevista ao Channel 4 de Londres. Não é a primeira vez que o astro pop é flagrado cometendo um ato indecente em lugar público. Em abril de 1998, Michael foi preso por conduta imoral ao ser visto praticando sexo com outro homem em um banheiro do parque Wild Rogers, no elegante bairro de Beverly Hills. O cantor foi liberado após pagar uma fiança de US$ 500.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.