George Harrison relança disco e desabafa

O ex-beatle George Harrison, que acaba de relançar seu disco-solo All Things Must Pass, disse em entrevista publicada no domingo pelo jornal espanhol El País que se sentia ignorado e pouco valorizado durante os anos que passou na banda, ao lado de John Lennon e Paul McCartney. "O talento deles estava fora de questão e formavam uma boa dupla, mas tinham egos gigantescos, o que deixava pouco espaço para os demais", queixou-se Harrison, acrescentado que, mais tarde, acabou superando a mágoa. Ainda assim, ao longo da entrevista, continuou manifestando seu ressentimento em relação aos ex-companheiros. "Nem todas as músicas dos Beatles eram boas. Mas eu escrevi canções tão boas ou até melhores do que as deles. A diferença é que as da banda, por conta do fenômeno de massa em que os Beatles se converteram, eram alçadas ao primeiro lugar de qualquer parada em questão de dias". No melhor estilo "morde-e-assopra", Harrison também reserva elogios ao grupo. "O papel dos Beatles foi fundamental. Mudamos a relação entre artistas, empresários e advogados que negociam os contratos. Além disso, popularizamos os megaconcertos, tão em moda atualmente". Sobre All Things Must Past, lançado em 70 logo após a separação da banda, Harrison diz que a "mensagem de paz e espiritualidade" que o disco contém continua atual.

Agencia Estado,

26 de dezembro de 2000 | 12h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.