Divulgação
Divulgação

Galldino faz novo 'Baile de Máscaras'

Cantor convoca público a ir com figurino a caráter

João Fernando, O Estado de S.Paulo

11 de outubro de 2013 | 12h40

Quem passar em frente ao Clash Club neste sábado (12) e vir um bando de mascarados vestido roupas pretas e brancas pode até que pensar se trata de uma manifestação ou flash mob. Entretanto, o público na porta casa só estará seguindo um convite do cantor Galldino, que fará, a partir das 19 horas, a segunda edição de seu show Baile de Máscaras, em que convoca a plateia a ir com figurino a caráter e semelhante ao do artista.

Além dos números musicais, a apresentação terá uma performance de dança. No palco, um cortina branca separa o cantor de sua banda. Nela, será projetada a sombra de uma bailarina que executa sua coreografia e interage com outras imagens do cenário, inspirado na obra de M. C. Escher (1898-1972).

"Queria um visual próprio e alguma interatividade com o público. No meio dessa busca, me lembrei das sombras. Elas estão em toda parte e é fácil de 'carregar'. Daí, a bailarina projetada em uma tela sobre a qual incidem versões sampleadas de Escher. É um contexto em preto e branco. Então, o figurino seguiu o tema e trouxe as máscaras para dar um certo mistério. Convidar o público a entrar no visual e no ritual do show, me pareceu a melhor forma de interação", conta o Galldino, um dos fundadores do projeto O Teatro Mágico.

O instrumentista garante não estanhar o fato de não poder ver o rosto da plateia, "Não sinto falta. As máscaras não são uma obrigação. Estão mais como provocação, convite. Quem topa colocar já demonstra uma reação positiva. E quem não topa também acaba incorporando alguma máscara, já que todos temos muitas personas distintas para as mais variadas situações da vida", filosofa.

Galldino avisa que apresentação não será muito diferente da edição anterior. "O show traz dança contemporânea, pitadas de poesia de Florbela Espanca e pílulas das músicas de Bach num contexto autoral, mas cheio de referências de clássicos da música brasileira. Isso já é um pacote razoável de novidades", minimiza.

Antes do show, haverá o lançamento do clipe de Você e Eu, música do cantor Rapha Moraes, com direção do cineasta Arnaldo Belotto.

Clash Club - Rua Barra Funda, 969, tel. (11) 3661-1500

www.clashclub.com.br

Sábado (12), a partir das 19 horas. De R$ 30 a R$ 60.

A produção sugere que o público vá com máscaras e roupas pretas ou brancas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.