Furacão funk assusta a noite paulistana

O primeiro evento da equipe Furacão 2000 em São Paulo reuniu, na quinta-feira, cerca de 5 mil pessoas na casa Fabbrica 5, de Gugu Liberato e Miguel Fallabela. Do lado de fora, outras milhares de pessoas ficaram revoltadas por não conseguirem assistir ao primeiro baile funk na cidade e promoveram cenas de violência, com brigas e arrastões. Muitos por curiosidade, alguns por devoção, todos estavam lá. Cachorras, patricinhas, popozudas, sambistas, clubbers, mauricinhos e rappers, ao menos por uma noite, migraram para o funk. Antes do baile, que só começou à 1h10, estilos e comportamentos dos mais antagônicos dividiam os quatro ambientes da casa.Leia mais

Agencia Estado,

17 de fevereiro de 2001 | 14h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.