Frejat encerra turnê amanhã em SP

Depois de cerca de um ano e meio excursionando pelo Brasil, Roberto Frejat encerra amanhã a turnê de seu disco-solo, Amor pra Recomeçar, e já planeja o próximo álbum. O cantor e compositor, que já se apresentou para o público paulistano em abril, promete, desta vez, um show reformulado. ?Daquele mês para cá, mudou bastante?, garante ele. ?Em julho, quando fiz apresentação no Teatro Rival, no Rio, encontrei um roteiro legal de show. Tirei algumas coisas, coloquei outras, houve variações.?Frejat criou novos arranjos para as canções Por Você, O Poeta Está Vivo e Amor, Meu Grande Amor. Trará ainda releituras de Tim Maia, Marvin Gaye, Chico Science, entre outros. ?O show é basicamente em cima no trabalho-solo, mas tem também composições minhas no Barão Vermelho.? Segundo ele, mais do que adaptações, a turnê de Amor pra Recomeçar passou por evoluções. Até um determinado momento, o repertório cumpre perfeitamente sua função. No entanto, depois de tanto tempo de turnê, o mesmo repertório de músicas pode perder seu sentido. ?As mudanças ocorrem para dar coerência ao que está se tocando?, defende. Para o músico, o show de amanhã é uma forma também de festejar a conquista do disco de ouro. Amor pra Recomeçar alcançou o número de 100 mil exemplares vendidos nesta semana. ?Mas como existe pirataria de discos, devo ter vendido o dobro disso.? O álbum-solo foi lançado em agosto do ano passado pela WEA reunindo compositores como Marisa Monte e Lenine e marca uma nova vertente na carreira de Frejat, depois de 20 anos de Barão Vermelho. ?A princípio, a carreira-solo foi uma necessidade minha, mas depois percebemos que era uma necessidade do grupo?, conta. ?Pode até ser que alguém achasse bom dar um tempo na banda, mas preferisse continuar com ela. Mas ninguém pode negar que foi uma decisão saudável.? Frejat confessa se sentir bem em tomar as próprias decisões da carreira, o que, segundo ele, torna o trabalho mais rápido. Os integrantes do Barão devem voltar a se unir em 2004, quando gravarão um novo CD e entrarão em turnê. Até lá, todos vão continuar a tocar seus respectivos projetos, como fez Frejat. Ele, aliás, vai aproveitar o tempo ?livre? que lhe resta durante o ano que vem, para lançar seu segundo disco-solo, ainda sem título. Segundo o músico, o material para esse novo trabalho não está completo. Detalhes precisam ser acertados e algumas parcerias, definidas. Entre seus possíveis parceiros de letras, o único que Frejat confirma é Erasmo Carlos. ?Estou muito feliz, fazer uma música com Erasmo é uma grande honra?, diz. Além de Erasmo, o cantor não confirma mais nenhum nome, com receio de que algum fique de fora quando o repertório estiver definido. ?Sempre componho em parceria, é algo que me dá prazer. Mesmo que façamos a música longe, ligo para dizer o que gostei ou não?, afirma. ?Dentro da vida artística, compor e fazer shows são momentos supremos.?E se, em seu primeiro CD, Frejat fala essencialmente sobre relações amorosas, no próximo ele deve transitar pelas relações humanas. O que não significa que o amor não voltará a ser tema de suas letras. O segundo álbum, que de acordo com o compositor terá formato enxuto, começará a ser gravado em janeiro e deve ser lançado em abril. Para ele, encerrar a turnê era necessário para garantir a qualidade do novo trabalho. ?Se puder, vou fazer isso sempre, quando gravei meu primeiro disco já foi assim. É mais saudável para o disco.? Só depois que esse trabalho estiver pronto é que Frejat vai se dedicar a mais uma turnê. Frejat. - Directv Music Hall. Avenida dos Jamaris, 213, tel. 6846-6000. Amanhã, às 22 horas. R$ 15 a R$ 25 (estudantes); e R$ 30 a R$ 50.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.