Finalíssima do Visa lota teatro

Muita expectativa envolve a platéia do Teatro Cultura Artística, lotado, em São Paulo, onde está sendo escolhido, hoje, o ganhador do 3.º Prêmio Visa MPB de Compositores. Os finalistas já se apresentaram: Renato Motha, Mário Gil, Chico Pinheiro, Flávio Henrique e Dante Ozzetti, nesta ordem. Eles chegam a uma final de um prêmio que teve 2.754 inscritos, e concorrem ao prêmio de R$ 50 mil e à gravação de um CD pela gravadora Eldorado.Nos shows que abriram a noite já foi possível perceber que será muito difícil escolher o ganhador. O mineiro Renato Motha fez um show belíssimo, mostrando que além de compôr é também ótimo cantor. Depois do pequeno descompasso com a Jazz Sinfônica - que esta acompanhando todos os finalistas nesta noite - na sua primeira música, Encanto do Sertão, continuou o show com dignidade e terminou uma bela apresentação. As composições de Mário Gil também surpreenderam, e conquistaram a platéia, que aplaudiu em pé o segundo concorrente mineiro da noite. O final da primeira parte, com Chico Pinheiro, empolgou bastante pela participação nos vocais de Luciana Alves, que embelezou ainda mais as composições que o paulista escreveu com Guilherme Wisnik. O júri desta noite é o maior de todas as fases do festival. Conta com 12 pessoas, como o crítico de música Juarez Fonseca, o maestro Nelson Ayres e o compositor Arrigo Barnabé. Além da escolha do jurado, também haverá uma votação da platéia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.