Filho de Thelonious Monk lança selo na Internet

O baterista T.S. Monk, filho do lendário pianista Thelonious Monk, lança essa semana um projeto pioneiro no mundo do jazz: uma gravadora na Internet. O selo Thelonious Records (www.theloniousrecords.com) entra em ação ainda esse mês, segundo afirmou Monk à Agência Estado na sexta-feira, por telefone, de New Jersey."Por enquanto, o selo só tem dois artistas: eu e meu pai", afirmou. "A primeira idéia é lançar 15 títulos inéditos, jamais lançados antes, com gravações de meu pai ao lado de gente como Charles Rouse, Roy Haynes, Johnny Griffin - um concerto no Apollo Theater - e o primeiro registro de uma apresentação dele na Europa", contou o baterista, que toca na próxima terça-feira em São Paulo, no Bourbon Street, abrindo o projeto Diners Jazz de 2002."Meu pai era um artista de palco", disse Monk. "Além dessas gravações inéditas, algumas que mostram Monk compondo em casa, o site terá fotografias nunca vistas antes e textos para fins educacionais e históricos."Segundo Monk, seu selo na rede é uma tentativa de "ganhar mais público" para o jazz, que enfrenta crise de distribuição. E também de recuperar para a história gravações importantes. Ele cita o caso do pianista Monk, que fez 6 álbuns para a CBS que nunca foram relançados. "As companhias de discos convencionais não pesquisam, não fazem esforço para entender o gênero, querem apenas vender."No show do Bourbon, T.S. Monk pretende tocar gravações conhecidas do pai, como Round Midnight, e também outras de seu novo disco Higher Ground. Ele vem com um sexteto, formado por Bobby Porcelli (sax alto), Willie Williams (sax tenor), Winston Byrd (trumpete), Ray Gallon (piano) e David Jackson Jr. (contrabaixo).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.