Fila para ver Madonna no Morumbi tem dono

Promotor de eventos Cléber Garcia, de 25 anos, organiza lista com o nome de todos que chegam ao estádio

Teresa Ribeiro, do estadao.com.br,

11 de dezembro de 2008 | 02h31

Há uma lista com o nome de todos os que chegam diante do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, no Morumbi, na zona sul de São Paulo, para assistir ao primeiro show da turnê Stick&Sweet de Madonna na cidade. Ela canta aqui nos dias 18, 20 e 21, depois de passar pelo Rio e fazer shows no Maracanã no domingo, 14 e na segunda, 15. O dono da lista é o promotor de eventos Cléber Garcia, de 25 anos. Já tem 107 nomes.  Veja também:Sem barracas, fãs de Madonna permanecem no MorumbiMadonna não chega a Santiago e estica estada em Buenos AiresFãs acampam em frente ao estádio do Morumbi para show de MadonnaEnviado especial conta que diva usa fones de diamantes  Especial: A controversa Madonna Após adiamento, Madonna estréia show na Argentina nesta 5ªMadonna chega a Buenos Aires com comitiva de 220 pessoasMadonna encontra Ingrid Betancourt e Cristina Kirchner Madonna encontra jogador após separação, diz 'The Sun' Ele sabe que essa listagem só garante a passagem pela catraca, depois, quem correr mais chega primeiro na fila do gargarejo. A fila começou 11 dias antes do show, "mas já vem sendo organizada há três meses", conta Garcia. Desde o dia 14 de setembro, a partir do encontro de um grupo de cerca de 30 fãs na fila de compra de ingressos. Eles fizeram reuniões, trocaram e-mails e mensagens no Orkut para organizar tudo para o grande dia. Montaram várias barracas na calçada e criaram um esquema de revezamento, enquanto uns vão trabalhar ou estudar os outros ficam guardando o lugar. Fazem refeições em casa e também levam comida para os amigos. "É tudo organizado, fizemos até camiseta". Segundo Garcia, "agora já começaram a chegar as pessoas de fora, Floripa, Jundiaí, Campinas e eles tomam banho e fazem refeições na casa dos que moram aqui". Mas a situação dos inscritos na lista de Garcia deixou de ser tranqüila com a ordem da Subprefeitura do Butantã, para que saíssem de lá. Eles desmontaram as barracas na manhã desta quarta-feira, mas o plano era montá-las novamente durante a noite e tentar um contato com o estádio do Morumbi para que conseguir um lugar onde possam ficar perto do portão 18, entrada para os portadores de ingressos VIP, conforme disse Garcia no início da noite. Caso se recuse a sair, o grupo poderá ter suas barracas apreendidas e receber multa de R$ 500. Segundo a Secretaria das Subprefeituras, além da ocupação indevida do espaço público, os fãs estão no ponto onde será montada a base de policiamento nos três dias de shows da cantora no estádio.  Ingressos de meia-entrada para a pista no show de Madonna dias 20 e 21, no Morumbi, em São Paulo, estão esgotados. Agora, só há bilhetes para o setor para o primeiro dia, 18, quinta-feira. Também já estão esgotados todas as entradas VIPs e os seguintes setores: cadeira superior laranja e azul e inferior vermelha e laranja para os dias 20 e 21 e arquibancadas azul e laranja para o dia 21.  O show de Madonna na Argentina trouxe um bem-vindo alento à economia municipal, segundo estimativas. Desde os taxistas até os camelôs (que venderam camisetas e outros produtos, como binóculos, que custavam cerca de R$ 8), Buenos Aires viveu um dia de "pleno emprego", como disse um jornal local, sem estimar o faturamento. Hoje e  O visual de Madonna tem gerado onda de cópias de seus shorts, vestidos e modelitos, alguns transparentes. Ela desfila basicamente modelos de Givenchy, criados pelo italiano Ricardo Tisci, mas há também sapatos de Stella McCartney e óculos de Moschino, além de outros modelos de Saint Laurent, Roberto Cavalli e Jeremy Scotts. Madonna tem sua própria estilista a tiracolo: Arianne Philips (autora dos modelitos de Reese Whiterspoon no filme Johnny e June, e indicada para o Oscar). Ao final de Sticky and Sweet, Madonna deve bater o recorde de turnê mais rentável para um artista-solo. Deve arrecadar um total de US$ 282 milhões em ingressos em 2008 (o recorde anterior também era de Madonna, com a turnê Confessions Tour, que arrecadou US$ 193,7 milhões em 2006). (Colaborou Marcela Spinoza, do JT)

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaSticky and Sweet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.