Fiasco no leilão do piano e da limusine de John Lennon

O piano e a limusine de John Lennon não alcançaram o preço mínimo quando foram postos à venda hoje por uma casa de leilões com sede em Londres, via Internet. Ao final, o especialista em leilões Ted Owen tentava remediar a situação: "Não há indícios de uma queda de artigos de recordação dos Beatles no mercado". Mas o fato foi que a limusine ficou R$ 30 mil abaixo do preço mínimo que era de R$ 613 mil. Já o piano Steinway que Lennon tinha em seu apartamento em Nova York valia muito mais. Seu preço mínimo foi estipulado entre R$ 2,7 e R$ 3,3 milhões, mas não foi alcançado. Os lances chegaram só a R$ 2,3 milhões. O especialista disse que 85% dos artigos de astros do rock leiloados foram vendidos e mostrou-se desiludido com a falta de compradores para os dois objetos de Lennon.Owen e Mick Fleetwood têm feito leilões chamados de "Legendas do Rock". Seus leilões atraem possíveis compradores de diferentes países do mundo, do Brasil ao Japão e dos Estados Unidos à Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.