Festival VivAmérica abre hoje em Madri com debates e música

Evento reunirá em Madri mais de 60 personalidades ibero-americanas

EFE

05 de outubro de 2010 | 11h24

O assistente especial da Casa Branca para a América Latina, Dan Restrepo, e o escritor colombiano Héctor Abad Faciolince inauguram hoje o festival VivAmérica, que reunirá em Madri mais de 60 personalidades ibero-americanas.

 

O festival, que nas palavras dos organizadores "celebra a vitalidade do pensamento e a criação da região ibero-americana", vai até o próximo domingo com bailes e músicas da região ibero-americana, congregando cerca de 500 mil pessoas no coração de Madri.

 

Nesta quarta edição, o desfile será encerrado com um show dos porto-riquenhos Calle 13, vencedores de 12 Prêmios Grammy.

 

Até domingo, mais de 60 pensadores, escritores, cineastas, políticos e cientistas ibero-americanos passarão pela Casa da América de Madri, organizadora do evento.

 

A quarta edição do festival conta com uma extensa programação que abrange desde literatura, cinema e história em quadrinhos até economia, política e temas sociais.

 

Hoje, por exemplo, haverá uma mesa-redonda com o Relator Especial da ONU para os Direitos Humanos dos Migrantes, o mexicano Jorge Bustamante; a advogada americana de origem mexicana María Blanco; e a presidente da Associação Civil Yanapacuna, a boliviana Zulema Montero Barrientos.

 

Outro tema que será abordado no VivAmérica é o ideal de beleza da mulher ibero-americana e suas diferentes representações, em uma mesa-redonda sob o sugestivo título de "Quem quer se parecer com a Barbie na região ibero-americana?".

 

O VivAmérica 2010 dedicará também uma parte importante de sua programação à exposição de ideias para a defesa do meio ambiente, coincidindo com o Ano Internacional da Biodiversidade.

 

As paredes das salas de exposições de Casa da América se transformarão em lenços sobre os quais haverá trabalhos pró-biodiversidade de alguns dos melhores artistas ibero-americanos da ilustração e dos quadrinhos.

 

Neste ano, o VivAmérica ocorre simultaneamente nas cidades espanholas de Cádiz e Zaragoza e na colombiana de Barranquilla.

Tudo o que sabemos sobre:
MadriVivAmérica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.