Tarita de Souza
Tarita de Souza

Festival Sotaques da Sanfona Brasileira celebra variedade do instrumento

'Ela ainda é vista como um instrumento regional, mas vai se urbanizando, participando de várias vertentes', destaca Toninho Ferragutti, curador do evento em Belo Horizonte, Minas Gerais

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2022 | 11h53

O Festival Sotaques da Sanfona Brasileira 2022 reúne a variedade nacional relativa ao instrumento - que também é conhecido como gaita, acordeon, entre outros - na cidade de Belo Horizonte neste fim de semana. Há realização de shows gratuitos na Praça Santa Tereza (Duque de Caxias), às 18h deste sábado, 25, e do domingo, 26.

Também haverá a realização de workshops e palestras sobre o tema. Toninho Ferragutti faz a curadoria do evento. "A sanfona integra a alma musical brasileira. Ela ajuda a escrever e iluminar a música popular das diversas regiões do Brasil", defende. 

Além do próprio repertório, cada sanfoneiro presente no evento tocará ao menos um clássico de Luiz Gonzaga. "Ele foi e é um marco na música popular brasileiro, que deve ser lembrado e servir de inspiração para todas as gerações futuras", diz Ferragutti.

O projeto conta com patrocínio do Instituto Cultural Vale, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, e a ideia é que se torne anual, podendo variar de cidade em Minas Gerais em um primeiro momento, e posteriormente também de Estado.

Programação de shows

Local: Praça Santa Tereza (Duque de Caxias) - Belo Horizonte

Horário de início: 18h

Entrada gratuita

 25/06/22 (sábado)

Lívia Mattos (BA) – A compositora de múltiplas influências

Adelson Viana (CE) – O acordeom nordestino

Marcelus Anderson (MS) – A sanfona do Pantanal

Beto Hortis (PE) – O frevo sanfonado

Toninho Ferragutti e Quinteto de Cordas (SP) – A música de câmara na sanfona

26/06/22 (domingo)

Bebê Kramer (RS) – A gafieira na sanfona

Rafael Martini (MG) – A renovação da sanfona mineira

Nonato Lima (CE) – A sanfona solo e o jazz brasileiro

Mestrinho (SE) – A tradição que se renova

Programação de atividades paralelas:

Palestra

Dia 25 de junho

Horário: 16h

Tema da palestra: O sotaque e a regionalidade da sanfona no Brasil

Com Célio Balona (MG)

Bebê Kramer (RS)

Nonato Lima (CE)

Local: Conservatório UFMG

Av Afonso Pena, 1534

Centro – BH

Pocket shows - No degrau da sanfona

Dia 25 de junho

Horário: 11h

Toninho Ferragutti (SP) e Marcelus Anderson (MS)

Dia 26 de junho

Horário: 11h

Toninho Ferragutti (SP)

Local: Escadaria do Memorial Minas Gerais Vale

Praça da Liberdade, 640

Na última sexta, 24, já foram realizados shows de Gabriel Levy (SP), Trio Mana Flor (SP), Célio Balona (MG) e REnato Borghetti (RS), além do workshop Sotaques da sanfona no mundo, com Gabriel Levy, e Estudo diário para acordeonistas, com Toninho Ferragutti. Na quinta, 23, houve a aula-show "Sanfona é cultura popular" com Marcelo Caldi (RJ) e sua banda.

Tudo o que sabemos sobre:
Belo Horizonte [MG]Sanfona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.