Divulgação
Divulgação

Festival gratuito em São Paulo reúne bandas na praça

Garageira chega à quinta edição com mais grupos e firme na proposta de oferecer palco a artistas independentes

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

31 de março de 2016 | 04h00

A quinta edição do Garageira ocorre neste sábado, 2, a partir das 14h, na Praça Dom Orione, no Bixiga, em São Paulo. Com cinco bandas, DJs e uma feira com 120 expositores do Jardim Secreto Fair, o festival criado em 2014 cresceu e mudou de local, mas se mantém à proposta inicial de jogar luz na cena brasileira do rock “de garagem”, segundo o organizador e curador Bruno Bocchese, 33.

As bandas desta edição são o Gabriel Thomaz Trio, nova iniciativa instrumental do autor do Magnéticos 90; Os Estilhaços, banda do ex-Haxixins Caio Sérgio, que capricha no fuzz característico dos anos 1960; o The Black Needles, trio de SP que faz, segundo os próprios, um rock n’ roll “cru, criativo, frenético e cara de pau”; o Combover, também de São Paulo, lançado seu novo disco; e os Beach Combers, trio instrumental de surf rock do Rio conhecido por suas apresentações caóticas.

O organizador – ex-publicitário e agora proprietário do Mandíbula, bar que virou ponto de encontro de roqueiros no centro da cidade – diz que o fato de os shows serem de graça é um fator importante. “É na rua para democratizar o acesso, num momento em que o acesso a shows anda muito restrito por conta dos preços dos ingressos.” E completa: “e porque na rua é mais legal também”.

+ Leia mais: Quadrinho de Gabriel Thomaz conta as histórias do rock brasileiro dos anos 1990 lançado em fita K7

GARAGEIRA #5

Praça Dom Orione, na Bela Vista. Sáb. (2), a partir das 14h. Grátis.

Tudo o que sabemos sobre:
São PauloMúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.