Festival destaca a arte feita só por mulheres

Nenhum sutiã vai arder em inquisições feministas, mas amanhã, o Sesc Ipiranga, será tomado por uma multidão de mulheres que tem muito a dizer. O Festival All Girls, evento que reúne uma amostra da produção cultural feminina, chega a segunda edição maior, melhor e de graça.Haverá shows de rock, exibição de curtas-metragens e debate com a apresentadora Soninha e a jornalista Nina Lemos. "Não queremos radicalismos, muito menos segmentar o público. Arte feita por mulheres não signifca que seja endereçada só às mulheres", explica Debbie Cassano, a produtora do evento. "Mas como muitas garotas ainda estão tímidas, como no rock, a gente abre o espaço pra elas aparecerem".Debbie é dona do selo independente Ordinary Recordings e vocalista da banda punk rock Wedding Swingers, uma das atrações do All Girls. Depois do sucesso da primeira edição do evento, que aconteceu em agosto do ano passado, e lotou a casa Hangar 110, Debbie passou a ser cobrada para fazer uma segunda versão. "Acabamos fechando com o Sesc e conseguimos fazer tudo de graça", comemora.Entre as exibições de curtas, o destaque fica para a produção Dona Maria, o primeiro vídeo de skate feminino feito no Brasil. Terminadas as "sessões de cinema", os shows têm início a partir das 19h. Além do citado Wedding Swingers, também participam os grupos Ratas, fazendo covers na linha pós-punk, e o hardcore da Cosmogonia. Estas duas últimas formadas só por mulheres.Festival All Girls 2 Sesc Ipiranga (Rua Bom Pastor, 822, tel.: 3340-2000). Amanhã, a partir das 15h30. Entrada franca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.