Festival de pop e rock celebra a paz em Minas

Começa nesta sexta em Belo Horizonte a 11ª edição do Pop Rock Brasil, festival que reúne até domingo 16 bandas e tem como lema a celebração da paz. O Pop Rock já é referência no cenário musical brasileiro. Anualmente leva a Belo Horizonte os maiores nomes do pop nacional. O que também faz dele um evento respeitável é o espaço que abre para novas bandas mineiras.Este ano, a novidade fica por conta de mais um dia de shows. Normalmente, o festival ocorre no sábado e no domingo. Nesta edição, a festa começa na sexta, com apresentações, no Ginásio do Mineirinho do Natiruts, e das mineiras Jota Quest e Elétrika. No sábado apresentam-se Radar Tantã, Jam Pow!, Raimundos, Charlie Brown Jr., Biquini Cavadão, Capital Inicial e Ira!. Domingo é a vez de Tianastácia, Skank, O Rappa, Paralamas do Sucesso, Engenheiros do Hawaii e Pato Fu.O tema deste ano - Sou da Paz - agradou as bandas participantes. Para Alexandre Meneses - O Xandão - guitarrista de O Rappa, o assunto tem tudo a ver com o trabalho do grupo. "Eu acho que está acontecendo uma mobilização geral das pessoas no Brasil a favor da paz e nós estamos tentando levar isso por meio da música", conta. Ele lembra que canções como A Minha Alma retratam a posição do grupo neste aspecto. "A arte é a possibilidade de ir além dela mesma, do artista extravasar e poder agir para mudar", completa Xandão. O Rappa desenvolve um trabalho social no Rio de Janeiro de incentivo e educação a jovens. Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest, está feliz em poder estrear em Belo Horizonte o show "Oxigênio", do último CD da banda. "Nosso disco fala muito de paz, de amor, de democracia. E este lema tem tudo a ver com o nosso momento", diz, lembrando que o Pop Rock é, na sua opinião, um dos maiores festivais de música do Brasil. Esta é a terceira vez que a banda mineira toca no evento.Segundo a organização, a inclusão das bandas mineiras independentes Elétrika, Jam Pow! e Radar Tantã tem a intenção de valorizar e divulgar a música de qualidade produzida no cenário local. Na versão do ano passado, a banda Tianastácia assinou contrato com a gravadora EMI poucos meses após fazer o show de abertura do festival. Cláudio Davi, guitarrista do Elétrika - estreante no Pop Rock - acredita que o festival é uma excelente oportunidade de mostrar o trabalho da banda, que participou este ano do Festival da Música Brasileira promovido pela Rede Globo. "Nosso conceito de paz abrange o social. Se lutarmos contra problemas sociais como o desemprego e a desigualdade, damos um grande passo para atingi-la", afirma. Mais uma novidade este ano é a transmissão simultânea pela Internet, através dos sites www.terra.com.br/multimidia/poprock e www.98fm.com.br. Navegando pelo site da Terra, ainda será possível conferir uma galeria de fotos e imagens do evento, além de conhecer um pouco mais sobre as bandas que participarão do festival.Pop Rock Brasil 2000 Sexta, às 19h, no Mineirinho (Av. Antônio Abrahão Caran, 1000 - Pampulha), Sábado e Domingo no Estádio do Independência (R. Ismênia Tunes, s/n - Sagrada Família). Ingressos a partir de R$ 15 à venda no Posto da Belotur (Av. Afonso Pena) e nas Lojas Maxitel. Informações pelo telefone (0--31) 209-9898.ProgramaçãoElétrika, Natiruts e Jota Quest - Sexta-feira, às 19h MineirinhoRadar Tantã, Jam Pow!, Raimundos, Charlie Brown Jr., Biquini Cavadão, Capital Inicial e Ira! - Sábado, às 17h, no Estádio do IndependênciaTianastácia, Skank, O Rappa, Paralamas do Sucesso, Engenheiros do Hawaii e Pato Fu - Domingo à 17h, no Estádio do Independência

Agencia Estado,

08 de setembro de 2000 | 17h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.