Festival de Música Nova volta à ativa

Cancelado no ano passado por falta de verbas, o Festival de Música Nova volta em 2003 para divulgar a produção contemporânea, em especial a brasileira. A mostra, criada por Gilberto Mendes, abre sua 38.ª edição hoje. A novidade deste ano é que Santos, cidade natal de Mendes, dexia mais uma vez de ser o único palco do evento: haverá apresentações também em São Paulo (confira a programa no site http://www.festivalmusicanova.com.br/.Mendes ressalta a participação de quatro orquestras no festival. São elas a Municipal de Santos, a Sinfonia Cultura e os conjuntos sinfônico e de câmara da USP que, por meio do Centro Maria Antônia, é responsável, ao lado da sociedade Aplauso de Santos, pela realização do festival. "Fico feliz, portanto, com esse estreitamento de laços com a USP, com a universidade", diz Mendes. Ao todo serão investidos cerca de R$ 60 mil no festival, que conta ainda com parceria do British Council e do Consulado da França. A música nova comemora.38.º Festival de Música Nova. Direção artística de Gilberto Mendes. Sexta, às 20 horas. Orquestra Sinfônica da USP. Regente Carlos Moreno. Solista Sonia Gousinsky (soprano). Entrada franca. Theatro São Pedro. Rua Barra Funda, 171, tel. 3667-0499.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.