Festival de Campos do Jordão destaca Mozart e autores russos

Quarenta concertos em três semanas, pouco mais de 200 alunos, convidados internacionais de peso lado a lado com alguns dos nossos principais músicos e orquestras - a fórmula tem dado certo e se mantém para a nova edição do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, cuja programação foi anunciada nesta segunda-feira, na Estação Júlio Prestes. ?Não se trata apenas de uma academia para jovens músicos ou de uma bela temporada de concertos com grandes nomes. Os artistas, em Campos, são residentes. Tocam com os alunos, dão aulas, conversam com o público. É isso que faz do festival uma grande festa da música?, disse o maestro Roberto Minczuk, diretor artístico do evento, que será aberto no dia 8 de julho, um sábado, com concerto da Osesp no Auditório Cláudio Santoro.O tema do festival deste ano é Mozart e a Música Russa. O primeiro entra pelos 250 anos de seu nascimento. Já o centenário de Dimitri Shostakovich serve de gancho para se falar da produção russa. Entre os conjuntos estrangeiros que se apresentam ao longo do mês de julho em Campos estão o Quarteto Borodin, o German Brass e o Quinteto de Sopros da Filarmônica de Berlim - além de dar aulas, seus músicos se apresentam também como solistas ao longo da programação. A lista de professores inclui, além de brasileiros de peso, como Antonio Meneses, Renato Bandel, Alceu Reis, Elisa Fukuda, Pedro Gadelha, Alex Klein, Fábio Cury, Celina Szrvinsk, Jean-Louis Steuerman e Fernando Portari, músicos de instituições, como os conservatórios de Paris e Bruxelas, a orquestra do Scala de Milão, as filarmônicas de Berlim e Los Angeles ou a Sinfônica de Chicago. O compositor residente - que dá aulas e escreve uma nova peça a ser interpretada pela Orquestra Acadêmica do Festival, formada por alunos - será Edino Krieger. A ópera deste ano será Mozart e Salieri, do russo Rimsky-Korsakov, baseada no mesmo conto de Puchkin que serviu de inspiração ao filme Amadeus, de Milos Forman. Uma novidade: foi criado um ciclo de cinema para acompanhar a programação - este ano, com filmes sobre Mozart e clássicos do cinema russo.Além da Osesp, participam as sinfônicas municipais de São Paulo, Santo André e Campinas, a Banda Sinfônica e a Sinfônica Brasileira, que vai repetir o mesmo programa do primeiro concerto da carreira de Nelson Freire, há 50 anos.Mais informações sobre o festival, que tem patrocínio do Bradesco, no site www.festivalcamposdojordao.org.br

Agencia Estado,

08 de maio de 2006 | 14h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.