Festival corta ópera de Wagner

O Festival de Israel, que acontece em julho, comunicou hoje a decisão de cortar de seu programa o primeiro ato da ópera As Vaquírias, de Richard Wagner, atendendo aos protestos que associam a obra do compositor alemão à ideologia nazista. A apresentação seria regida pelo maestro argentino radicado em Israel Daniel Barenboim e contaria com o tenor Plácido Domingo e a orquestra Staatskapelle, de Berlim. Em comunicado oficial, a organização diz que o veto foi tomado após os muitos apelos, entre eles do prefeito de Jerusalém, dos ministros da Cultura e Esportes e do próprio presidente Moshe Katzav. De acordo com a revista alemã Focus, o maestro teria concordado em substituir a ópera por peças de Stravinsky e Schumann.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.