José de Holanda
José de Holanda

Festivais de jazz online e gratuitos ocorrem neste sábado (24)

Com transmissão via Youtube, Festival Sampa Jazz Fest e Rio Montreux Jazz Festival trazem música e workshops com nomes internacionais

Danilo Casaletti, Especial para o Estado

23 de outubro de 2020 | 05h00

Se o tempo ajudar, amanhã (24) será possível assistir, com uma bela vista da Vila Madalena (um dos bairros mais tradicionais de São Paulo), a quarta edição do Sampa Jazz Fest. Ao contrário dos anos anteriores, quando ocupou diferentes pontos da cidade, o evento este ano será realizado totalmente online (e gratuito). A intenção dos organizadores é a de que os shows sejam transmitidos do terraço da Agência InHaus, produtora do festival, no bairro de Alto de Pinheiros. Se a previsão apontar chuva no horário, eles serão remanejados para o Museu do Objeto, ali perto. 

Mesmo com a cidade na chamada fase verde – com teatros, cinemas, museus e casas de shows autorizados a funcionar – os produtores optaram pelo formato online, com transmissão via YouTube. “Não nos sentimentos confortáveis de fazer em uma casa de show ou em um bar. Pensamos no formato de baias, mas para o público do Sampa Jazz, formado por jovens e também pessoas com mais de 60 anos, não seria o ideal. Talvez eles não aderissem”, diz Juliano Libman, diretor da Agência InHaus, citando o show que irá fechar o festival, o do Bixiga 70 com a participação de Tulipa Ruiz. “É um jazz mais dançante.”

Para Daniel Nogueira, diretor artístico do Sampa Jazz e saxofonista do Bixiga 70, o formato online é um teste para que nos próximos anos o festival se afirme em um formato híbrido, abrangendo um público maior, que está fora de São Paulo e do País. Além disso, ele abre a possibilidade da participação de dois grandes nomes do jazz que estão no exterior, como ocorre este ano, com workshops que contarão com as participações do guitarrista americano Kurt Rosenwinkel e Michael League, integrante da banda instrumental Snarky Puppy. A transmissão terá tradução simultânea para o português.

“Em vez de 100 pessoas em cada workshop presencial, poderemos ter um público bem maior no YouTube. League está em Madri. Kurt em Berlim. Se insistíssemos no presencial, jamais poderíamos tê-los na programação este ano. Além disso, já é um namoro para trazermos a Snarky Puppy na próxima edição”, confessa Nogueira.

Atrações. Além das atrações internacionais, que abrem a programação, o Sampa Jazz Fest terá a apresentação da cantora Vanessa Moreno com o pianista Salomão Soares. No ano passado, eles lançaram um disco em duo, Chão de Flutuar, com canções de Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Milton Nascimento, Djavan, Tom Jobim, Egberto Gismonti, Dominguinhos, entre outros.

Outra atração, a cantora paulistana Anna Setton vai apresentar, em companhia dos músicos Cainã Cavalcante (violão) e Diego Garbin (trompete), um show inspirado nas lives que tem feito todas às quintas-feiras em seu perfil no Instagram (@annasetton). “Será um pontapé para o meu próximo disco que virá com essa sonoridade de voz e violão e terá canções inéditas e regravações”, conta. Nesse novo projeto, Anna terá convidados. O primeiro deles já foi confirmado: o mineiro Toninho Horta, de quem ela escolheu Beijo Partido, música que ela cantará no sábado, 24.

Anna estreou em disco em 2018, apesar de somar mais de 15 anos de carreira, quando lançou um trabalho que leva seu nome e traz músicas como Minha Voz, Minha Vida (Caetano Veloso) e A Lenda do Abaeté (Dorival Caymmi). Logo chamou a atenção do produtor, musicólogo e especialista em jazz Zuza Homem de Mello, morto recentemente, que a chamou para participar do CD Copabacana – Um Mergulho nos Amores Fracassados, lançado no começo deste ano. Nesse trabalho, ela canta os sambas-canção Ocultei e Fracassos de Amor – Zuza sempre a citava quando era perguntando sobre novos (e talentosos) nomes da música brasileira. “Foi a última produção de disco que ele fez. Foi uma honra para mim ser convidada pelo Zuza. Um presente, além de trabalhar com ele, ouvir todas as histórias que ele tinha para contar”, diz.

No encerramento do festival, o Bixiga 70 fará um show comemorativo de 10 anos de carreira, que contará com a participação da cantora Tulipa Ruiz. “Antes da pandemia vínhamos apresentando o repertório do nosso álbum mais recente, Quebra- Cabeças, mas achamos que seria uma boa oportunidade para celebrarmos uma década de atividade. Vamos tocar músicas que estão há tempos fora de nossos shows, como 5 EsquinasDesengano da Vista”, conta Daniel Nogueira.

Para garantir a qualidade do áudio – afinal, os ouvintes de jazz e música instrumental costumam ser exigentes nesse quesito –, a produção terá o tratamento de uma apresentação convencional, como se o som fosse ser projetado em uma casa de show; e uma internet dedicada a garantir que a transmissão não pegue nenhuma curva pelo caminho.

O Sampa Jazz Fest coincide com outro importante evento do gênero, o Rio Montreux Jazz Festival, que ocorre entre os dias 23 e 25 de outubro, também com transmissão online (confira em riomontreuxjazzfestival.com.br). Amanhã (24), se apresentam nomes como Stanley Jordan e Hamilton de Holanda com Amaro Freitas. “Já tínhamos programado essa data há algum tempo. Mas não atrapalha. Será uma boa oportunidade para quem quiser ouvir boa música o dia todo, nos dois festivais”, diz Juliano Libman.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

@hamiltondeholanda, o bandolinista brasileiro mais respeitado no mundo, e @amarofreitaspiano, a maior revelação do piano nacional dos últimos anos, se juntam no Rio Montreux Jazz Festival para um show de muita técnica e improviso típicos do jazz, choro e música instrumental! Sabe o que é melhor? Você pode acompanhar tudo isso de graça e ao vivo no nosso canal! Acesse o link na bio e prepare-se para esse show! . . . Lei de Incentivo à Cultura e Vale+ Cultura Apresentação: Ministério do Turismo e @mastercardbrasil Patrocínio: @fairmontrio Realização: @dreamfactory_brasil, @mzamusic, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Pátria Amada Brasil / Governo Federal #rmjf #rmjf2020 #riomontreauxjazzfestival #festivaldejazz #festivaldemusica #mpb #musicabrasileira #jazzfestival #liveconcert #hamiltondeholanda #bandolim #amarodefreitas #piano

Uma publicação compartilhada por Rio Montreux Jazz Festival (@riomontreuxjazzfestival) em

Confira a programação do Sampa Jazz Fest

Assista aqui

  • 11h30 - 13h00: Workshop 1, com Kurt Rosenwinkel
  • 13h00 - 14h30: Workshop 2, com Michael League 

  • 14h30 - 15h30: Show: Salomão Soares e Vanessa Moreno

  • 16h00 - 17h00: Show: Anna Setton

  • 17h30 -18h30: Show de encerramento: Bixiga 70 com participação de Tulipa Ruiz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.