Festa Jive volta por uma noite

As estátuas e máscaras polinésias, ícones de uma tribo urbana que faz do despojamento do figurino e da mestiçagem de gêneros musicais um estilo para curtir as baladas, vão ocupar hoje as paredes do tradicional Clube Piratininga, que sedia a Festa Jive, marcada para começar às 22h e sem hora para terminar.A festa desta sexta-feira, que pretende reunir cerca de 2 mil pessoas, é apenas um ensaio, conta Marcio Cecci, que organiza o evento com o sócio Rubens Peterlongo. Se a primeira experiência der certo, o Jive volta em maio no mesmo endereço. Se os totens tikis ajudarem a repetir o sucesso, a festa vira quinzenal. Como parte do ritual para concretizar o plano da dupla, muita música para recriar o clima do lounge dançante da Jive da Rua Caio Prado, casa que se tornou um dos hits da noite paulistana no ano passado. O clã de DJs do Jive, que foi fechado pela campanha de uma vizinha incomodada pelo agito da casa, reedita em uma noite a seleção musical que se desdobrava em uma semana. O DJ Avenal é o responsável pela sonoridade do jazz chicano; M Z K desfia o melhor do latin jazz e o verdadeiro funk; Cafezinho (codinome musical de Peterlongo) leva às picapes seu repertório de easy listening; Rodrigo Audiolandro coloca o povo para dançar ao som do hip hop; Don KB, orgulhoso por ter colaborado com o retorno do samba rock, explora o suingue do gênero agora revigorado. E para completar o cenário armado no Clube Piratininga, outrora palco do programa de TV Festa Baile, apresentado por Agnaldo Rayol e Francisco Petrônio e freqüentado por boêmios das décadas de 60 e 70, não poderia faltar uma banda. E quem ocupa esse papel é a 3 DUX, que exibirá sua surf music jazzística. Noite de salada musical, regada a suco de laranja e coquetéis exóticos, segundo os preceitos tikis, que garantem uma mestiçagem de tribos da noite, todas interessadas em experimentar qual é o efeito da fusão de nostalgia, badalação e novidade. Serviço - Festa Jive - Clube Piratininga (Al. Barros, 376). Hoje, a partir das 22h e até o último cliente. Informações:. 3159-4346. R$ 20 (homens e mulheres).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.