Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Fernanda Takai lança DVD gravado em Inhotim e mostra sua versatilidade vocal e forte ligação com BH

Repertório do show vai de Benito di Paula a Rod Stewart

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

23 Abril 2017 | 04h00

Fernanda Takai, 45, sobe as escadas da ainda não inaugurada Japan House, na Avenida Paulista, de forma sutil. O andar tranquilo casa perfeitamente com seu jeito doce de se expressar. A vocalista do Pato Fu fala de maneira serena e, depois de tanto tempo de estrada, esboça um entusiasmo rebuscado para explicar a essência de seu novo projeto, o DVD Na Medida do Impossível - Ao Vivo no Inhotim, que chegou às lojas na semana passada. “Sempre tive muita vontade de registrar algum trabalho meu por lá. O centro de arte contemporânea de Inhotim é um dos mais famosos do mundo, além de ter uma paisagem exuberante. O local é motivo de orgulho para quem mora em Minas Gerais. Como todos sabem, eu sou uma mineira amapaense”, brinca Fernanda.

A artista, que nasceu no Amapá e desde os 9 anos de idade vive em Belo Horizonte, não troca sua “cidade natal” por nada. Quando fundou o Pato Fu, em 1992, ela e o marido, o guitarrista John Ulhoa, também integrante da banda, tiveram inúmeras oportunidades para deixar a capital mineira. “Nunca quis sair de Belo Horizonte para me mudar para o Rio de Janeiro ou São Paulo, por exemplo. Minha única casa é em Minas Gerais. Tenho tudo que preciso. Recebi várias propostas para ficar mais perto das coisas do trabalho. Nunca vi essa necessidade, no entanto”, conta.

O DVD traz quase o mesmo repertório do disco homônimo de Fernanda, que foi lançado em 2014. O set mostra uma vocalista musicalmente mais versátil e aberta a novas sonoridades. Para se ter uma ideia, as faixas vão de Benito di Paula a uma versão delicada de I Don’t Wanna Talk About It, conhecida na voz de Rod Stewart. “Essa liberdade é uma característica da minha carreira solo, apesar do Pato Fu sempre ter demonstrado tal vertente”, diz.

Filmado em dezembro de 2016, Na Medida do Impossível - Ao Vivo no Inhotim conta com uma ótima narrativa. O projeto foi desenvolvido como um roteiro de cinema. As falas e as intervenções entre as músicas foram milimetricamente cortadas. As cenas acabaram sendo estruturadas e captadas de uma forma muito diferente das habituais, com planos específicos. “O show tem começo, meio e fim. É um filme, na verdade”, afirma Takai. O figurino da apresentação também é um capítulo a parte. “Pensamos em toda a produção, incluindo as roupas. A experiência desta performance é única. Não é possível reproduzi-la em outros palcos. A estética e o clima foram criados especialmente para Inhotim”, conclui.

Com uma carreira solo consolidada há mais de 10 anos e na estrada com o Pato Fu há 25, Fernanda Takai prepara agora uma segunda edição do sucesso Música de Brinquedo (2010), projeto no qual a banda mineira toca clássicos nacionais e internacionais usando apenas instrumentos infantis. “Teremos canções surpreendentes. Vai assustar muita gente, mas ainda não posso revelar nada. Vinham me perguntar quando iria sair o segundo. Eu bem que tentei não fazer disso um propósito de vida. Acho, todavia, que este momento finalmente chegou.

Política. A cantora nunca fez questão de esconder seu posicionamento político. Contrária ao processo de impeachment de Dilma Rousseff, Takai visitou a ex-presidente no Palácio da Alvorada, em agosto do ano passado, para prestar apoio à petista. 

O encontro da cantora com Dilma foi registrado em um vídeo e postado nas redes sociais. Nas imagens, elas trocam elogios. “Eu nunca me omiti em relação a isso. Acho que foi golpe, sim. Ela foi retirada por um grupo que não queria o melhor para o País. Eles estavam sendo descobertos. Foram oportunistas. Para muitas pessoas, tomei um atitude radical de ir até Brasília. Não contei para ninguém que ia tentar encontrá-la. Nem para a minha mãe. Meus empresários não sabiam.

Peguei um dia de folga e fui até lá. Cheguei no Palácio e disse que queria vê-la, dar um abraço nela. Sabia, bem lá no fundo, que aquilo não mudaria a história do Brasil. Dilma, no entanto, precisava de carinho. Ficamos um dia inteiro juntas. Ela me contou várias histórias. Fui muita atacada nas redes sociais por me posicionar politicamente. Felizmente, houve apoio na vida real também. Prefiro ficar com meus quinze abraços apertados do que com as centenas de unlikes que recebi no ciberespaço. São escolhas”, conta Fernanda.

ALGUMAS FAIXAS

A Pobreza

Belíssima versão da música de Renato Barros

Como Dizia o Mestre

Um clássico de Benito di Paula

Nada Por Mim

Sucesso do Pato Fu

Amar Como Jesus Amou

Foi gravada com o Padre Zezinho 

Diz Que Fui Por Aí

Versão pop do samba de Zé Keti

Seu Tipo

Fruto da parceria com Pitty

I Don’t Wanna Talk About It

Conhecida na voz de Rod Stewart

FERNANDA TAKAI - NA MEDIDA DO IMPOSSÍVEL AO VIVO NO INHOTIM

(Deck). Preço: R$44,90

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.